CORONAVÍRUS

No Maranhão

3568
76698
55837
1906
FERROVIA CARAJÁS

Orientação e prevenção contra hanseníase para passageiros

Primeira edição de 2020 do projeto Estação Saúde levará informação para dentro do Vagão Social sobre a doença que é considerada endêmica no estado

Reprodução

Em alusão ao mês dedicado à conscientização sobre hanseníase, Vale e Fundação Vale realizam a primeira edição de 2020 do projeto Estação Saúde, no Vagão Social do trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás, nos dias 23 e 24. A iniciativa realizada em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde vai contar com exame de pele e teste de sensibilidade, orientação individual e aconselhamento durante o percurso entre São Luís e Açailândia.

A edição do projeto é dedicada à programação oficial da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão intitulada Campanha de hanseníase de 2020 – Janeiro Roxo – “É o que, pequeno? Tu não sabe o que é HANSENÍASE? Vem cá, deixa eu te contar!”. A ação se repete nos dias 30 e 31.

Desde outubro do ano passado, a Fundação Vale tem realizado ações voltadas à conscientização sobre a hanseníase, em resposta a uma solicitação da Secretaria Municipal de Saúde. “A Hanseníase tem cura e tratamento porém é uma das doenças mais antigas e muito estigmatizada no Brasil. A campanha vem para levar informações para a população do Maranhão sobre os cuidados e tratamentos, assim como realizar exames para diagnóstico da doença e encaminhamento para tratamento, que tem como referência o Hospital Aquiles Lisboa no estado, onde a hanseníase ainda é considerada endêmica”, explicou Alice Natalizi, analista da Fundação Vale.

Ações educativas

Ao longo dos três últimos meses, os Jovens Construtores em Saúde – que foram capacitados pela Fundação Vale em parceria com a Secretaria de Saúde de São Luis – realizaram ações educativas na área Itaqui-Bacanga. Eles percorreram a comunidade, no entorno das 14 Unidades Básicas de Saúde do distrito, visitando escolas, igrejas, e associações para conscientizar a população. No domingo (dia 19), foi realizada uma ação educativa na Feirinha São Luís, na Praça Benedito Leite.

A hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, causada por infecção pelo Mycobacterium leprae. Apresenta manifestações neurológicas e dermatológicas de longa duração e é capaz de provocar incapacidades físicas e deformidades, quando não diagnosticada e tratada precocemente. Os sintomas incluem manchas claras ou vermelhas na pele com diminuição da sensibilidade, dormência e fraqueza nas mãos e nos pés. A doença tem tratamento e cura.

Em 2018, foram 28.660 registros da hanseníase no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde. O Maranhão é o segundo no ranking nacional com maior número de notificações da doença e o primeiro da região Nordeste em números absolutos. Também é o primeiro entre a população que tem menos de 15 anos. No ano passado, foram informados 312 doentes, sinalizando focos de infecção ativos e transmissão recente da doença.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias