PARTO DOMICILIAR

Parto em casa: conheça os benefícios e riscos

Nos últimos anos, esse tipo de parto tem se tornado cada vez mais comum, mas nem todo mundo está convencido de que pode ser uma boa ideia.

Woman during childbirth at home with husband

A escolha sobre qual tipo de parto, o local onde será feito e quem estará presente é uma escolha pessoal e cabe, principalmente, à mãe, afinal, é ela quem terá o bebê. Ultimamente, uma das modalidades do parto tem gerado dúvidas entre as gestantes.

Na época em que existiam poucos hospitais ou que ainda eram inacessíveis O parto domiciliar já foi muito comum. Na época em que hospitais eram inexistentes ou acessíveis apenas para um grupo seleto de pessoas, essa era a opção da maioria das mulheres. Nesses casos, tudo era feito sem pré-natal ou qualquer acompanhamento médico.

Por ser considerado um evento de risco e com o objetivo de reduzir as elevadas taxas de mortalidade materna e infantil, preconizou-se que os partos passassem para o hospital”, conta a ginecologista e obstetra Karina Tafner.

É, então, comum achar que voltar a ter filhos em casa parece um retrocesso em frente aos avanços médicos e potencialmente perigoso. No entanto, diferente do que você possa pensar, a atual ideia de parto domiciliar passa longe do que era rotina nas primeiras décadas do século 20.

Foto: Reprodução

As vantagens

Em casa, a mulher encontra-se em um ambiente familiar, por isso, ela se sente emocionalmente e fisicamente mais confortável. Além disso, a presença dos familiares passa a sensação de segurança ideal para esse momento.

Outro ponto a ser levado em consideração é a possibilidade da mãe passar mais tempo com seu filho recém-nascido, acompanhando de perto os primeiros momentos do bebê.

Os riscos

As contraindicações são para gestantes hipertensas, gestação gemelar ou quando o bebê está sentado. Os riscos mais comuns retenção placentária, ruptura uterina, ruptura de colo e atonia uterina, quando o útero não se contrai regularmente.

Realizar um parto em casa não significa necessariamente que isso irá acontecer, mas é um risco, uma vez que não há uma equipe médica pronta para o atendimento.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias