SAÚDE

Dois casos de febre amarela são investigados no Maranhão

Ministério da Saúde alerta à população para a chegada do verão, período de maior risco de transmissão da doença.

A vacina contra a febre amarela é ofertada no Calendário Nacional de Vacinação (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Ministério da Saúde divulgou ontem, 08, boletim de monitoramento da febre amarela no país, no período que vai de 1º de julho de 2017 a 30 de junho de 2018. No Maranhão, foram notificados dez casos, sendo que oito foram descartados e dois continuam em investigação.

Com a chegada do verão, período de maior risco de transmissão da doença, o alerta é para que a população coloque as vacinas em dias. A vacina contra a febre amarela é ofertada no Calendário Nacional de Vacinação.

O público-alvo para vacinação é constituído por pessoas a partir de nove meses de idade que residem em área com recomendação de vacinação ou que irão se deslocar para essas áreas.

Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema de dose única da vacina, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde (67ª Assembleia Mundial de Saúde – 2014), respaldada em estudos que asseguram que uma dose é suficiente para a proteção por toda a vida. É importante frisar também que, atualmente, não estão sendo aplicadas doses fracionadas e sim a padrão.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS