SAÚDE

Dores musculares? Saiba 4 dicas eficientes para evitá-las

Especialista dá dicas para combater o incômodo e não comprometer o desempenho principal das atividades físicas

Foto: Reprodução

Os adeptos ou iniciantes de atividades físicas estão sempre à procura de aperfeiçoamento para alcançar os objetivos que almejam. No entanto, uma das maiores queixas após os treinos são as famosas dores musculares, desconforto que costuma aparecer quando há uma mudança, retomada ou aumento de intensidade no exercício.

Nomeado de Dor Muscular Tardia (DMT), o incômodo caracteriza-se por uma dor que aumenta progressivamente nas horas subsequentes à atividade física, entre 24 e 72 horas. “As dores musculares surgem quando um novo treino é iniciado ou quando a intensidade do exercício é maior, pois o corpo não está habituado a um tipo de estímulo mais intenso. Dessa forma, a musculatura, que não estava preparada para suportar tamanho esforço, sofre um micro trauma, lesões muito pequenas da estrutura muscular que atingem os músculos mais trabalhados”, explica Marcelo Terra, ortopedista e proprietário da academia 2 Spin.

Apesar de comuns, as dores pós-treinos podem ser evitadas. Abaixo, o especialista separou algumas dicas para não comprometer o desempenho:

Faça aquecimento e alongamento – Antes de qualquer atividade, é extremamente importante que o atleta prepare o corpo. “O aquecimento faz com que a musculatura do corpo seja estimulada, diminuindo o risco de lesões. Depois do treino é necessário fazer um alongamento para ajudar os tecidos musculares a relaxarem e a recuperarem forças para os próximos desafios”, destaca Marcelo.

Tenha uma alimentação adequada – Alimentar-se adequadamente pode evitar a fadiga, otimizar o período de recuperação, diminuir a ocorrência de lesões, promover qualidade de vida e ainda garantir a correta reposição dos estoques de energia. Uma alimentação equilibrada também contribui ainda para o fortalecimento do sistema imunológico e garante boa concentração.

Redobre a hidratação – Além de diminuir o desemprenho na atividade, a desidratação também pode prejudicar a recuperação em relação à dor. Por isso, mantenha-se sempre hidratado para compensar as perdas de sais minerais por conta do suor.

Estabeleça limites – É normal querer resultados rápidos, mas é preciso cautela. “A intensidade dos treinos deve ser aumentada aos poucos. Nos dias em que houver incômodos, o ideal é realizar atividades moderadas ou treinar outros grupos musculares”, finaliza.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS