POLÍTICA

Bolsonaro diz que não vai negar recursos ao Nordeste se governadores forem seus parceiros

“A maioria dos nove governadores do Nordeste quer começar a implementar a divisão do Nordeste contra o resto do Brasil”, declarou o presidente da República

Reprodução

“Não vou negar nada para esses estados, mas se eles quiserem realmente que isso tudo seja atendido, eles vão ter que falar que estão trabalhando com o presidente Jair Bolsonaro. Caso contrário, eu não vou ter conversas com eles”, disse o presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre os governadores do Nordeste. “Eu não posso admitir que governadores como o do Maranhão e da Paraíba façam ‘politicalha’ no tocante à minha pessoa”, prosseguiu.

Leia também: ‘É meu dever defender o estado para que o governo federal respeite o Nordeste’, diz Flávio Dino após declarações de Bolsonaro

As declarações foram feitas em entrevistas publicadas nestas segunda e terça-feira (5 e 6), feitas pelo jornalista Patrik Camporez, do Estado de S. Paulo, enquanto o presidente se deslocava para a cidade de Sobradinho, na Bahia – sua segunda viagem ao Nordeste após ter dito que não tem que dar “nada” ao governador Flávio Dino (PCdoB) e ter supostamente se referido aos nordestinos como “paraíbas”.

“Eu não estou aqui para fazer média. Não estou aqui com colegas nordestinos para fazer média. Não existe essa história de preconceito. Agora, eu tenho preconceito com governador ladrão que não faz nada para o seu estado”, disse o presidente.

‘A divisão do Nordeste contra o resto do Brasil’

“O PT lançou a divisão entre nós. E nós temos de nos unir. Agora mesmo estão tendo indícios de que, se não todos, a maioria dos nove governadores do Nordeste quer começar a implementar a divisão do Nordeste contra o resto do Brasil“, disse Bolsonaro na conversa. Em seguida, afirmou que sua “maneira de ser” sempre foi “unir este país, não desunir”.

Ao ser questionado sobre supostos interesses por trás da divulgação de dados sobre o desmatamento da Amazônia, ele responde: “a esquerda usa as minorias para atingir seu objetivo. (…) Procura um afrodescendente com a cabeça no lugar. Por que ele foi beneficiado com as políticas de cotas do passado? Benefício nenhum, zero. A questão das comunidades indígenas, a mesma coisa. Usam o índio, usam o negro, usam a comunidade LGBT para atingir seus objetivos. Usam o povo do Nordeste muitas vezes”.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias