revitalização

Flávio Dino apresenta programa Nosso Centro, que ampliará ações do Centro Histórico

Na ocasião, o governador Flávio Dino apresentou a estratégia do programa, assim como ações já em execução de revitalização do centro e que serão intensificadas.

Reprodução

Cartão-postal e referência do turismo no Maranhão, o Centro Histórico de São Luís receberá um conjunto de ações estruturantes para promover ainda mais o turismo, movimentar a economia e valorizar a área. Essa é a proposta do programa Nosso Centro, iniciativa do Governo do Estado, lançado nesta segunda-feira (24), no Palácio dos Leões. Na ocasião, o governador Flávio Dino apresentou a estratégia do programa, assim como ações já em execução de revitalização do centro e que serão intensificadas.

O Nosso Centro consiste em obras de infraestrutura como a construção de acessos, novas áreas de estacionamento, melhoramento de estruturas como calçadas, meios fios e outros elementos. O trabalho será desenvolvido em polos prioritários agregando cultura-lazer-gastronomia, e também o habitacional, institucional, comercial, turístico e tecnológico. A intervenção compreende áreas de tombamento estadual, federal e zona central da cidade, com obras do Governo do Maranhão, Prefeitura de São Luís e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O governador Flávio Dino enfatizou que o programa é a consolidação de um conjunto de medidas executadas pelo Governo do Estado na área central da cidade. “O resultado tem sido maior movimento no Centro Histórico da capital e abrindo caminho para a ampla revitalização, renascimento e fortalecimento desta área. Vamos prosseguir neste caminho elevando a nossa cidade. Apesar da crise brasileira, vivemos um bom momento e o programa vem reforçar esse cenário”, informou.

Para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o Nosso Centro é a consolidação das ações parceiras já desenvolvidas com o Governo do Estado e também com o Iphan. “Agora, com essa iniciativa do Governo do Estado, este trabalho será reforçado. É uma ação significativa para a preservação e recuperação do Centro Histórico e vai impulsionar as diversas atividades desenvolvidas aqui, refletindo positivamente na economia e no turismo da cidade”, destacou. 

Segundo o secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Rubens Pereira Junior, essa articulação incrementará os recursos federais, estaduais, municipais, nacionais ou estrangeiros e também da iniciativa privada para valorização e revitalização do Centro Histórico. “A viabilidade dos investimentos no centro da capital, que vem sendo marcante pelas intervenções da gestão estadual e também municipal, tornará a área referência em renovação e desenvolvimento sustentável, preservando seu valor histórico e cultural”, frisou. 

O coordenador do Nosso Centro, Raimundo Reis, destacou o investimento da gestão estadual na área turística de São Luís. “Vai trazer tanto ao maranhense, quanto ao turista, uma nova e melhor condição de visitação do Centro. A proposta é trazer e manter as pessoas no Centro, a partir deste plano de revitalização e reforçando a condição de cidade histórica que é São Luís”, disse. 

O lançamento do programa Nosso Centro também foi acompanhado pelos secretários estaduais Antônio José Bittencourt Junior (Turismo), Diego Galdino (Cultura), e pelo presidente da Agência Executiva Metropolitana, Lívio Jonas Mendonça Corrêa.

Melhorias no Centro Histórico

Aproximadamente 25 obras estruturais foram concluídas pelo Governo do Estado na área do Centro Histórico, como: Casa de Nhozinho, Museu Histórico e Artístico do Maranhão (MHAM), Praça Odorico Mendes, prédio da Delegacia de Polícia Civil na Rua Rio Branco, casas de cultura na Madre Deus, Praça Maria Firmina/Vila Gorete, reforma das escolas Liceu Maranhense, Escola Modelo, Benedito Leite, Sotero dos Reis e do Centro de Ensino João Francisco Lisboa.

Ainda na série de melhorias em infraestrutura, estão incluídos: a implantação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Praça Pedro II, Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, Viva na Beira-Mar, reforma do Convento das Mercês, Praça Nauro Machado, Praça Valdelino Cecio, Casarão Renato Archer, programa Mais Asfalto, Praça Joãozinho Trinta e Praça Gomes de Sousa, Centro de Artes Cênicas do Maranhão (Cacem), anexo Escola de Música, Museu do Reggae, Morada das Artes. 

Os investimentos nestas obras são de aproximadamente R$ 73 milhões pelo Governo do Estado, além de mais R$ 71 milhões em obras parcerias com a Prefeitura de São Luís, Iphan e iniciativa privada. Com o Nosso Centro, serão investidos mais de R$ 140 milhões para a execução de novas obras.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias