ELEIÇÕES 2018

Roberto Rocha vota e diz que radicalismo tomou conta do país

Acompanhado da família, da candidata a vice Graça Paz e membros do partido, falou à imprensa e disse esperar um segundo turno no Maranhão

O senador Roberto Rocha (PSDB), candidato ao Governo do Estado, votou às 15h30 deste domingo, 07, no Colégio Dom Bosco, bairro Renascença II. Acompanhado da família, da candidata a vice Graça Paz e membros do partido, falou à imprensa e disse esperar um segundo turno no Maranhão. Rocha criticou o “radicalismo e falta de racionalidade política que tomaram conta do país”, e alertou sobre o voto “não a favor de alguém ou de algo, mas contra alguém ou algo”.

O psdbista passou uma mensagem final ao eleitor, de confiança na democracia e esperança na melhora do Maranhão e do Brasil. “O sentido da política é melhorar a vida das pessoas. O maranhense e o brasileiro estão muito desiludidos, mas precisam confiar na política. Temos na humanidade duas formas de tratar as coisas, ou é na política, ou na porrada. Se a gente perde esse patrimônio que é a democracia, a gente vai pra barbárie”, comentou.

“Esperamos que o maranhense possa ter tido uma campanha de conscientização. Temos dificuldades sociais imensas, pela dificuldade de fazer a exploração econômica da nossa riqueza”, comentou o candidato. “É preciso que as campanhas políticas não façam guerra entre as pessoas, mas levem ideias, porque são ideias que movem o mundo”, concluiu.

Segundo turno no Maranhão e no Brasil

Quando questionado sobre a possibilidade do presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin, chegar ao segundo turno, Roberto Rocha mostrou ceticismo. “Eu acho que a eleição foi levada aos extremos. Qualquer candidato de centro tá tendo dificuldade, porque o povo tá nos extremos”, disse.

Em relação a uma possível decisão em dois turnos do pleito no Maranhão, Rocha informou que há a expectativa, mas não mencionou nomes, apesar de as últimas pesquisas de intenção de voto indicarem a reeleição de Dino com folga ainda em primeiro turno. “Após as eleições do primeiro turno, nós vamos nos manifestar […] A gente vai aguardar o resultado das urnas, aguardar o que as urnas vão falar”, apontou. Roberto Rocha irá acompanhar a apuração dos votos em casa.

Sobre o candidato

Roberto Rocha tem 53 anos, é natural de São Luís e formado em Administração de Empresas pela UEMA. Filho do ex-governador Luiz Rocha e de Dona Terezinha Rocha, Roberto é filiado ao PSDB, e já foi deputado estadual e duas vezes deputado federal. Atualmente é senador eleito pelo estado do Maranhão, e integra diversas comissões, entre elas, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS