SENADO

Samuel cola sua imagem a de Bolsonaro e desbanca o PSDB

Samuel de Itapecuru não foi eleito mas foi mais votado que o ex-governador Zé Reinaldo (PSDB); em quinto lugar, fico atrás apenas dos candidatos de Dino e Sarney.

Samuel de Itapecuru ficou atrás apenas dos candidatos indicados por Dino e Sarney na corrida ao Senado. (Foto: Divulgação)

Logo abaixo dos candidatos ao senado lançados pelos dois maiores nomes da política no Maranhão, Samuel de Itapecuru, filiado ao PSL de Bolsonaro e Maura Jorge, ficou como 5º mais votado, com 4.47% dos votos – cerca de 255 mil. Acima dele ficaram Weverton e Eliziane, apoiados por Dino, em 1º e 2º; e Sarney Filho e Lobão, apoiados por Roseana, em 3º e 4º, respectivamente.

Fora das urnas, o candidato chama-se Samuel Campelo, um empresário de 43 anos, membro da Assembleia de Deus, nascido no município de Itapecuru Mirim com dois mandatos de vereador completos na cidade. Depois de 4 anos longe da política, Samuel resolve voltar lançando-se como candidato a senador.

Veja Também

Nasceu e cresceu em um lar cristão ao lado de dez irmãos e, por causa da condição financeira, vendia laranjas e bolo para ajudar a família. Aos 25, mudou-se para São Luís para fazer curso técnico e começou a empreender na área de vendas e transporte.

Samuel recebeu apoio de Maura Jorge e Bolsonaro na sua campanha. (Foto: Divulgação)

Tal como Bolsonaro, Samuel acredita que a medida essencial para a segurança pública é “combater a bandidagem” armando o “cidadão de bem”. Nas palavras dele: “se eu chegar lá, eu acabo com esse negócio de direitos humanos. Você não pode tratar o bandido com amor. Tem que tratar com violência”.

Ao mesmo tempo que defende ações duras e violentas para combater a criminalidade, enquanto vereador foi autor do projeto “Dia do Evangélico no Maranhão”, que conta com ações sociais e evangelismo.

Em uma de suas propagandas políticas, um pastor da Assembleia de Deus monologa com a câmera: “ele é o cidadão de bem, trabalhador, pai, amigo. Defensor da família, contra o aborto, dos direitos trabalhistas e da cultura gospel. Eu, o Pastor Oséias Salgado, e toda a minha família, apoiamos Samuel de Itapecuru”.

Não se sabe o perfil de pessoas que votaram em Samuel como candidato, mas estima-se que sejam os mesmos que apoiam Maura Jorge – que, assim como ele, ficou abaixo apenas de Dino e Roseana nas votações – e Bolsonaro: religiosos, conservadores e economicamente liberais. No Maranhão, entretanto, a força maior continua à esquerda, o que foi demonstrado ontem, com a liderança de Haddad e Flávio Dino nas urnas.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS