Reprodução

Apesar de todas as desavenças que quase extinguiram o PSDB do Maranhão, o partido lançou Zé Reinaldo e Alexandre Almeida como os nomes que devem representar ao Senado. A candidatura foi oficializada na manhã deste sábado, 04, ao lado de membros da cúpula do partido, inclusive do pré-candidato ao governo do estado, o Senador Roberto Rocha.

No final do ano passado, Roberto Rocha entrou em um embate com o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, pela liderança do PSDB. Houve até pedido de intervenção à direção nacional do partido. Rocha, ao lado de Sebastião Madeira, dizia ter o apoio da diretoria. Brandão, aliado estratégico do governo Flávio Dino, queria uma eleição por vias limpas para decidir o futuro presidente do partido no Maranhão.

No fim das contas, o diretório nacional escolheu o senador Roberto Rocha para presidir o PSDB maranhense, sacramentando a vitória do parlamentar pelo comando do partido após polêmica e desgastante batalha com Brandão.

A crise interna no ninho tucano não parou por aí. Uma série de burburinhos a respeito de quem seria o candidato da legenda ao senado surgiram. Waldir Maranhão, que já andava aos quatro cantos dizendo que sairia senador, acabou sendo deixado de lado. E não só uma vez. Primeiro, ele tentou colar com Dino, mas teve o pedido de filiação ao PT negado. Depois, já filiado ao PSDB, ainda tinha esperanças de ser “O” nome, mas o partido acabou optando por Zé Reinaldo.

Este último por sua vez, “rodou” vários partidos até acampar no PSDB, com a proposta de concorrer ao Senado Federal. José Reinaldo ainda se ‘estranhou’ com Sebastião Madeira, porque a princípio, apoiava Braide como terceira via, se afastando da proposta do partido ao governo que sempre foi Roberto Rocha. “Nutro um enorme respeito pelo ex-prefeito e ex-deputado Sebastião Madeira, que neste momento, entre útil e afoito, tem sido desbragadamente usado para atender aos interesses dos mais afetados pela ameaça de um terceira via nas eleições deste ano.”, acusou o ex-governador à época. 

Hoje, 04, na Convenção Estadual do PSDB, parecia tudo mil maravilhas. Zé Reinaldo nutrindo apreço por Waldir, Madeira discursando sobre união, Rocha defendendo uma campanha paciente. Agora, os tucanos alinharam o discurso e levaram ao público o lema “fazer diferente, fazer mais, fazer melhor”. “Juntos vamos ganhar essa eleição. Zé Reinaldo não estaria aqui se não acreditasse nesse projeto, Braide não estaria. Junto com Roberto Rocha e todo esse grupo vamos voltar para melhorar o Maranhão”, disse o secretário do partido, Sebastião Madeira.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO