Reprodução/Facebook

Feito o pedido de registro das candidaturas ao governo do estado do Maranhão, torna-se público a declaração de bens dos que pleiteiam a vaga. Nos dados divulgados pelo sistema de prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) surpreende o fato do governador Flávio Dino (PCdoB) ter diminuído seu patrimônio em R$ 48 mil se comparado com a campanha de 2014.

A variação acontece por Dino ter vendido um Honda Civic no valor de R$ 63 mil, e ter uma conta positiva de R$ 16,9 mil (quatro anos atrás seu saldo era de R$ 2.018). No total ele declara possuir pouco mais de R$ 885 mil (quase R$ 20 mil a mais do que em 2010).

Veja Também

Principal adversária de Dino, Roseana Sarney (MDB) aumentou seu patrimônio consideravelmente. Por não ter disputado as eleições de 2014, utilizamos como base os números de 2010, quando a candidata declarou R$ 7.838.530,34. Em 2018 a filha do ex-presidente José Sarney declarou R$11.427.380,30, crescimento de quase R$ 4 milhões.

Outros candidatos

Além de Dino e Roseana, o sistema do TSE divulgou os bens de Roberto Rocha (PSDB), que declarou possuir R$2.286 milhões, e de Ramon Zapata (PSTU), com patrimônio de R$103 mil. Já o engenheiro Odivio Neto (PSOL), que viu seu partido registrar candidatura no último dia 13, ainda não teve o patrimônio tornado público.

Os partidos têm até as 19h desta quarta-feira, 15, para protocolar no TSE os candidatos e as coligações da corrida ao Palácio dos Leões.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO