CONDENAÇÃO

Assassino do jornalista Décio Sá é condenado a 22 anos de prisão por duplo homicídio

O réu segundo a polícia, é acusado de ter assassinado a tiros dois homens que jogavam sinuca com ele em um bar no município de Santa Inês

Reprodução

Jhonatan de Sousa Silva, assassino confesso do jornalista e blogueiro Décio Sá, foi levado a júri popular e condenado nessa quinta-feira (28), a vinte e dois anos e onze meses de prisão, no Fórum de Justiça de Santa Inês, distante 250 km da capital maranhense. A sentença está relacionada as mortes de Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira, em outubro de 2010, na zona rural do município.

O réu segundo a polícia, é acusado de ter assassinado a tiros dois homens que jogavam sinuca com ele em um bar no município de Santa Inês, após uma discussão por conta de uma aposta no valor de R$ 5 reais. As duas vítimas do criminoso foram baleadas na cabeça.

Reprodução

À época do crime, Jhonatan ainda chegou a ser capturado pela Polícia Militar (PM), mas conseguiu escapar do flagrante e foi liberado após ser agraciado com um habeas corpus. Nesse período, o criminoso usava o nome falso de Leandro da Silva Conceição, e só depois foi descoberto que ele era o verdadeiro autor do duplo homicídio.

Durante o julgamento, o pistoleiro mudou a versão do depoimento anterior e disse que cometeu o crime por conta de uma mulher que estava com uma das vítimas que segundo ele havia sofrido assédio sexual.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias