FORA DE CIRCULAÇÃO

Suspeito de explodir banco é preso na Forquilha

O suspeito é considerado integrantes de uma associação criminosa responsável por explosões em agências bancárias e terminais de autoatendimento nos estados do Goiás, Pará e Maranhão.

Reprodução

Uma operação da Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), através do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF), deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pela comarca de Aparecida de Goiânia-GO, contra Valdenir Coelho Granja, mais conhecido como “TG”.

O suspeito é considerado integrantes de uma associação criminosa responsável por explosões em agências  bancárias e terminais de autoatendimento nos estados do Goiás, Pará e Maranhão.

A prisão ocorreu em um condomínio no bairro Forquilha, em São Luís, onde Valdenir estava residindo há alguns meses. Na ocasião, ele também foi preso em flagrante pela posse de uma pistola calibre 380, com numeração raspada. TG ainda possuía documentos falsos.

Após intenso trabalho investigativo da DCRIF, foi possível identificar Valdenir como um dos participantes na explosão do Banco do Bradesco, na cidade de Penalva, ocorrido na madrugada do dia 8 de junho deste ano.

Na ocasião, os criminosos destruíram a agência, utilizando-se de artefatos explosivos. As investigações continuam com o objetivo de identificar, localizar e prender os demais integrantes da organização criminosa.

TG foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias