MISTÉRIO EM BELÁGUA

Bebê de Belágua teria sido”doado” pelos pais, confirma delegado de Chapadinha

Revelação aconteceu após a prisão temporária do pai, do avô e da tia da criança que de comum acordo teriam “doado” a criança para parentes próximos

Reprodução

O bebê Jhonatan Alves dos Santos, que desapareceu de dentro de uma residência no município de Belágua,  na madrugada da última sexta-feira, 21, teria sido “doado” pelos pais. A informação foi confirmada pelo delegado Regional de Polícia Civil de Chapadinha, Jackson Ferreira.  

Na noite desta quarta-feira (26), o delegado solicitou a prisão de Tadeu do Nascimento dos Santos, pai do bebê, junto com o avô, Raimundo Alves dos Santos, e a irmã, Marilene Nascimento. Os três estão presos temporariamente em Chapadinha, por questão de segurança.

De acordo com o delegado Jackson Ferreira, as investigações ainda estão em andamento. E que a polícia delimitou a parte da autoria entre os próprios familiares onde um acusa o outro.  O delegado confirmou que a criança teria sido doada pelos pais que teriam forjado o desaparecimento e que os detalhes seriam esclarecidos após os depoimentos.

Ainda segundo Jackson Ferreira, no depoimento prestado pela mãe da criança, ela afirma que o seu companheiro queria doar a criança, e que a mesma era totalmente contra esta decisão. E que só cedeu, após as ameaças que sofreu pelo companheiro que já havia dito a ela que doaria a criança de qualquer jeito mesmo sem o seu consentimento.  “Faltam apenas alguns detalhes para que a gente possa terminar a investigação deste caso, por que ao que se consta foi de comum vontade dos dois doarem a criança, mas a gente precisa delimitar essa questão da ameaça e ver até onde isso é realmente verdade. Podemos afirmar que não houve rapto. Foi uma entrega”, disse o delegado.

Leia também: Pai de bebê desaparecido em Belágua é preso como suspeito

A polícia também investiga se além dos pais da criança estão envolvidos no caso. “Como o avô da criança é o dono da casa, a mãe do bebê acusa o avô de participação. Nas investigações há indícios de autoria contra ele, mas ainda não tem nada confirmado”, acrescentou o delegado afirmando que o bebê teria sido doado a pessoas próximas à família, e que esta teria repassado para uma outra pessoa.

A polícia espera encontrar a criança ainda hoje para que possa responsabilizar judicialmente todos os envolvidos no caso.  

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias