BANCO DO BRASIL

Bandidos explodem caixas eletrônicos do Banco do Brasil na Avenida dos Holandeses

Ataque aos caixas-rápidos aconteceu há pouco menos de uma semana de um arrombamento em agência no bairro da Alemanha

A primeira tentativa foi frustrada. Bandidos tentaram, na madrugada de quarta-feira, explodir caixas eletrônicos na região da Cohama, mas sem sucesso, seguiram para a Avenida dos Holandeses, e lá, explodiram um dos dois terminais de caixas eletrônicos do Banco do Brasil que ficam na área externa da Associação Atlética do Banco do Brasil. Os bandidos utilizaram explosivos, o que explica os estilhaços espalhados por todos os lados.

Segundo o Delegado da Polícia Civil, Pedro Fernandes, do Departamento de Combate à Roubo de Instituições Financeiras (Decrif), o caso está sendo investigado, os depoimentos de testemunhas estão sendo colhidos, bem como a polícia está verificando as imagens de câmeras de estabelecimentos comerciais, de residências, da própria AABB e do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) que ficam nas proximidades do local.

“As informações que se tem é que o ocorrido foi por volta de 2h30 da madrugada, os bandidos chegaram em um carro popular vermelho, ainda não identificado, com cerca de três indivíduos efetuaram explosões e em seguida fugiram. A perícia no local foi feita pela manhã e a gente aguarda o laudo”, informa o delegado. O laudo com as informações técnicas deve sair em duas semanas, mas a investigação independe desse resultado, segundo o delegado.

Pedro Fernandes disse a O Imparcial que dos dois terminais somente um foi violado e nem toda a quantia disponível no caixa que foi explodido foi levadas. O total levado pelos bandidos também não foi informado.

Esse foi o segundo assalto a caixas eletrônicos em menos de uma semana. No dia 17 de janeiro um outro assalto foi registrado em agência do Banco do Brasil na capital. Foi no bairro da Alemanha, na Avenida dos Franceses, onde bandidos arrombaram e levaram o dinheiro do caixa. A quantia também não foi revelada.

No ano passado foram registradas 22 ações criminosas contra instituições financeiras, segundo informações do Sindicato dos Bancários do Maranhão. Dessas, 12 foram em agências do Banco do Brasil, 7 na agência do Bradesco, 2 na Caixa Econômica e 1 no Santander.

(Atualizada às 13:26 para adição de informações)

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS