ITAPIRACÓ

Policial Militar que atirou contra funcionário público depois de briga é desligado do cargo

O soldado foi flagrado pela câmera de segurança de uma loja de conveniências atirando na vítima depois de uma briga

Vídeo mostra PM sacando arma e atirando contra vítima.

O soldado do Centro Tático Aéreo do Maranhão identificado como Eduardo da Luz Soares, na noite da última quinta-feira (27), foi desligado de suas funções por atirar contra um funcionário público depois de uma briga, na cidade de Itapiracó.

O vídeo gravado por câmera de segurança de uma loja de conveniência mostrava, na última segunda-feira (24), por volta das três da manhã, o soldado e o funcionário público, Anderson Silva Pereira, discutindo dentro do estabelecimento em questão. Em seguida, Eduardo, que também é lutador de MMA, nocauteia a vítima. A briga se segue para fora do estabelecimento. No fim, o agredido aparentemente tenta fugir e o policial saca a arma e atira em seu pé.

Segundo informações do Centro Tático, a polícia tomou conhecimento do caso na noite da última quinta-feira (27) e o soldado foi imediatamente desligado do cargo. Hoje, se iniciará seu processo no Comando Geral da Polícia Militar, para que sejam adotados os procedimentos penais e administrativos adequados.

Anderson, atingido no pé, está internado e passará por procedimento cirúrgico.

Segue a nota do CTA sobre o ocorrido:

O Centro Tático Aéreo do Maranhão – CTA, unidade diretamente subordinada ao Senhor Secretário de Segurança Pública do Estado, considerando o episódio ocorrido na madrugada do último dia 24, segunda- feira, nas dependências de uma loja de conveniencias e de um posto de combustíveis no conjunto Itapiracó, nesta cidade, envolvendo o Soldado PM Eduardo da Luz Soares, lotado nesta unidade, fato esse que, ressalte-se, chegou ao conhecimento desta Direção apenas na noite de hoje, vem a público esclarecer que as agressões praticadas pelo mencionado policial contra Anderson Pereira da Silva, agressões essas que vêm sendo divulgadas nas redes sociais através de vídeos gravados pelas câmeras existentes no local, em nada coadunam com os princípios profissionais, éticos e humanos que norteiam as atividades dos integrantes do CTA-MA, bem como do Sistema de Segurança Pública do nosso Estado, ressaltando-se que a postura adotada e os atos praticados pelo servidor em questão são inadmissíves e injustificáveis, motivo pelo qual o Soldado PM Eduardo da Luz Soares já foi desligado do Centro Tático Aéreo-MA e será apresentado ao Comando Geral da Polícia Militar para a adoção dos procedimentos penais e administrativos cabíveis.

Sempre buscando a excelência na prestação dos serviços à sociedade maranhense, a Direção deste Centro se coloca a disposição para quaisquer esclarecimentos que ainda se fizerem necessários.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS