Ainda na luta

Moto Club faz mais um jogo decisivo fora de casa

Rubro-Negro maranhense encara o ASA de Arapiraca, em Alagoas, e precisa de uma vitória para se afastar da zona de rebaixamento na Série C

Reprodução

Para não entrar na zona de rebaixamento na Série C do Campeonato Brasileiro, o Moto Club volta a jogar fora de casa, e desta vez contra um adversário direto. O ASA de Arapiraca-AL também luta para sair da incômoda posição em que se encontra. É o último colocado e sabe que uma vitória significará um grande salto para fugir da degola.

Com 13 pontos ganhos, o Papão precisa vencer para respirar aliviado. Ainda assim, fi cará torcendo por outras equipes que brigam para não cair, entre elas, o Confiança-SE, que tem igual número de pontos.

Insatisfeito com o rendimento da equipe nas últimas partidas, notadamente na que foi disputada contra o Botafogo- PB, há uma semana, quando chegou a estar vencendo e aceitou a virada em apenas seis minutos no segundo tempo, o técnico Marcinho advertiu os jogadores, outra vez, antes da viagem, para que sejam mais atenciosos. “Não dá para perder a concentração em minuto algum. Isso tem sido a maior causa dos resultados negativos que o time vem colecionando nas últimas partidas. Espero, então, que desta vez a gente possa retornar com os três pontos e´possa ter tranquilidade para sair dessa”, comentou.

Mudanças

Sem poder contar com Vinícius Paquetá, expulso na última partida, em João Pessoa-PB, o técnico motense só deixou para definir o substituto na sexta-feira. Rone foi o escolhido para assumir a posição. Trata-se de um jogador de características diferentes do então titular. Tem maior estatura e possui, consequentemente, melhor aproveitamento das bolas levantadas para a grande área. Tony Galego, que era uma das opções, fica no banco de reservas.

O ataque não é o único local onde o Moto terá mudanças. As alterações começam pelo setor defensivo, onde Tote dará lugar a Diego Renan, que vem de cumprir suspensão. No meio de campo, outro jogador que estará retornando ao time é Alex Henrique, completando o quadrado com Diogo Oliveira e Raí.

A diferença é de apenas um ponto entre as entre os dois times. Na tabela de classificação, o Rubro-Negro maranhense tem três vitórias, quatro empates e sete derrotas. O ASA tem apenas duas vitórias seis empates e seis derrotas. No Castelão, em jogo válido pelo primeiro turno, as duas equipes empatam por 1 a 1.

Há um setor que o Papão apresenta melhor eficiência que o adversário. Seu ataque marcou 14, e sua defesa sofreu 18. O ASA fez apenas oito gols e sofreu 17. Desta forma, será o confronto do pior ataque da Série C contra a quarta pior defesa. A equipe alagoana vem de uma derrota para o Salgueiro por 2 a 0, fora de casa.

 

MOSTRAR MAIS