É DO MARANHÃO

Conheça Sonia Guajajara, a maranhense entre os 100 mais influentes da revista “Time”

A líder indígena figura na lista pelo seu trabalho e ativismo em defesa dos direitos dos povos indígenas.

Sônia é reconhecida internacionalmente, por causa das dezenas de denúncias que já fez a Organização das Nações Unidas. (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (23), A revista norte-americana Time elegeu a líder indígena Sonia Guajajara e o cientista Tulio de Oliveira entre as 100 pessoas mais influentes do mundo em 2022.  

Os dois foram eleitos na categoria Pioneiros. Sonia Guajajara foi escolhia devida ao seu trabalho e ativismo em defesa dos direitos dos povos indígenas, Tulio Oliveira, por sua vez, vive na África do Sul, em função do trabalho que realizou para a identificação da variante ômicron do coronavírus, sequenciada no país africano.

Sônia Guajajara é uma indígena maranhense, que se evidencia pelo ativismos indígena e ambiental, estando na linha de frente na luta contra vários projetos que ameaçam os direitos e a vida dos povos indígenas, bem como o meio ambiente.

Em abril do ano passado, Sonia foi intimada pela Polícia Federal a conceder depoimento por conta de depoimentos que a ativista dirigiu ao governo federal pela falta de apoio à população indígena em um documentário. Um mês depois, o inquérito foi arquivado.

Nascida na Terra Indígena de Araribóia, no Maranhão, Sônia dedicou a vida para combater a invisibilidade dos povos indígenas. Em cerca de duas décadas de atuação na luta pelos direitos das populações originárias, atuou em diferentes organizações e movimentos, como a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib). Essa, na qual é coordenadora executiva.

Guilherme Boulos (PSol- SP), pré-candidato a deputado federal, assinou o texto de apresentação da coordenadora executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) na publicação.

 “Desde cedo ela lutou contra as forças que têm tentado exterminar sua comunidade por mais de 500 anos”, escreveu. “Sonia segue resistindo: contra o machismo, como uma mulher feminista; contra o massacre dos povos indígenas, como uma ativista; e contra o neoliberalismo, como uma socialista”, diz em outro trecho.

A Guajajara lançou a pré-candidatura para deputada federal pelo estado de São Paulo pelo PSol. Boulos destacou a oposição da líder indígena ao governo Bolsonaro, seu ativismo em torno da emergência climática e as denúncias feitas por ela sobre a negligência dos direitos indígenas durante a pandemia da covid-19.

“Ela é uma inspiração, não apenas para mim, mas para milhões de brasileiros que sonham com um país que debata seu passado e finalmente acolha o futuro.”

Entre outras personalidades mundiais eleitas como as mais influentes do ano pela Time, estão os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, da China, Xi Jinping, e da Tanzânia, Samia Hassan Suluhu, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, as atrizes Mila Kunis e Sarah Jessica Parker, a apresentadora Oprah Winfrey, a cantora britânica Adele e o tenista espanhol Rafael Nadal.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias