Orientações

Dicas de primeiros socorros em caso de engasgo em pets

Os tutores precisam ter muita atenção ao escolher o que dar para os bichanos brincarem.

(Foto: Reprodução)

Já tem um tempo que os pets deixaram de ser apenas animais de estimação. Para algumas pessoas, eles são integrantes da família, passaram a ter um espaço mais especial para todos da casa e todo cuidado com eles é pouco.

Um dos problemas mais recorrentes de se acontecer em casa são os engasgos. A médica veterinária, Rayule Cristina, explica que normalmente o engasgo é provocado por fragmentos de brinquedos. Os tutores precisam ter muita atenção ao escolher o que dar para os bichanos brincarem.

Para os cães maiores e que possuem uma mordida mais forte, não é recomendado brinquedos frágeis ou ossos que se quebram facilmente. Para esse tipo, devem ser oferecidos os feitos de um material mais duro e que não solte fragmentos com facilidade, porque são esses pequenos pedaços que acabam causando o engasgo.

“É muito comum receber no consultório cães engasgados com ossos, sendo de frango ou bovino. A primeira medida quando esses acidentes acontecem é que o tutor mantenha a calma e avalie a cavidade oral do animal”, informa a veterinária.

Primeiros passos após o engasgo

Com a ajuda de uma outra pessoa, peça que ela segure o animal, enquanto você abre a boca do bichinho e visualize a cavidade oral, na maioria das vezes, é possível tirar o fragmento dessa forma.

Se não for obtido sucesso, o tutor deve levar o animal imediatamente ao veterinário. Algumas orientações devem ser seguidas: manter a calma, deixar o animal confortável e manter a cabeça erguida e procurar um serviço veterinário mais próximo.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias