SAÚDE MENTAL

Governo realiza 1º Fórum Estadual de Cuidados em Saúde Mental às Populações Específicas

O objetivo do fórum é a busca pela consolidação de estratégias públicas que favoreçam o cuidado integral em saúde mental às diversidades populacionais do Estado.

1º Fórum Estadual de Cuidados em Saúde Mental às Populações Específicas. (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza, até esta quinta-feira (2), o “1º Fórum Estadual de Cuidados em Saúde Mental às Populações Específicas”, com o objetivo de discutir intervenções em Saúde Mental voltadas para populações específicas, visando qualificar a atuação dos profissionais de saúde. O evento acontece no Oasis – Casa de Oração, Eventos e Cursos, no bairro Aurora, em São Luís, e conta com a presença de profissionais que atuam nos serviços públicos de saúde.

O objetivo do fórum, segundo Waldeise Pereira, secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, é a busca pela consolidação de estratégias públicas que favoreçam o cuidado integral em saúde mental às diversidades populacionais do Estado.

Mesas redondas, oficinas temáticas e trabalho em grupo fazem parte do evento. Na terça-feira (30), primeiro dia do evento, os ouvintes puderam discutir o tema “Saúde Mental e Equidade: Integralidade do Cuidado” enquanto interface com as Políticas Públicas e os seus impactos. 

“O Fórum começa aqui, mas não termina nos seus três dias de realização. Para além dos temas debatidos, espera-se construir planos de ação que contemplem as populações específicas de forma que elas tenham acesso aos serviços de saúde mental”, explicou Isabelle Rego, chefe de Departamento de Atenção à Saúde Mental do Estado.

Até quinta-feira (02), último dia do evento, os participantes também abordarão assuntos como a Rede de Atenção Psicossocial, a Integralidade de Cuidados em Saúde Mental, Promoção da Justiça Social para Populações Específicas sob a Ótica das Políticas Públicas, entre outros.

Das oficinas disponibilizadas, os temas “Racismo e Equidade”, “Impacto das violências na saúde mental”, “A importância das práticas integrativas e complementares nos cuidados em saúde mental” servirão como ponto de estímulo para o diálogo e construção de ações entre os participantes.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias