GREVE CONTINUA

Wellington do curso manifesta apoio a servidores do Detran

Em greve há 9 dias, órgão continua com serviços suspensos. Deputado acusa diretor de nepotismo e apadrinhamento.

Foto: Reprodução.

Os servidores do Departamento de Trânsito do Maranhão (DETRAN-MA), com as atividades paralisadas desde a última terça-feira (16), receberam apoio do deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) na sessão desta quarta-feira (24) na Assembleia Legislativa. O parlamentar também voltou a criticar o diretor geral do órgão, Francisco Nagib.

“Desde o início da greve, nós temos sido solidários aos servidores do Detran. Já fomos, inclusive, fazer manifestação presencial no órgão para defendê-los. Também fizemos contato com a direção do Departamento e pedimos que tivesse sensibilidade, que pudesse abrir o diálogo com o sindicato, com os representantes, para que pudessem atender as reivindicações da categoria”, afirmou o parlamentar.

Críticas

Os servidores reivindicam manutenção do auxílio-alimentação nos afastamentos legais, pedem o fim das terceirizações e a nomeação de aprovados em concurso, além de reclamarem do congelamento nos salários. Mesmo com decisão judicial em contrário ao movimento, os trabalhadores do Detran permanecem paralisados pelo 9º dia consecutivo.

Wellington do Curso acusa o diretor do órgão, Francisco Nagib, de nepotismo e apadrinhamento. Segundo ele, tão logo foi empossado no cargo, Nagib fez a nomeação de um parente e de aliados políticos.

“São contratações irregulares, mais de 16 milhões de aditivos e contratos ilegais no Detran, e só não tem dinheiro para conceder o reajuste salarial dos servidores”, declarou o parlamentar, afirmando ainda que o “atual gestor do Detran é investigado por improbidade administrativa e desvio de recursos públicos à época em que exerceu o mandato de prefeito do município de Codó”.

Toma lá, dá cá

Na última terça-feira (23), Francisco Nagib se comprometeu em nota a aceitar os pedidos solicitados pelos trabalhadores, mas a proposta foi recebida pelos servidores em tom de ameaça, que reclamam de falta de diálogo do órgão.

“O Detran passa por um dos piores momentos de sua história, causando graves prejuízos à sociedade, servidores, autoescolas, despachantes, vendedoras de veículos, clínicas e demais dependentes dos serviços do Detran”, declarou o Sindicato dos Servidores do DETRAN/MA (SINSDETRAN).

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias