INICIATIVA PRIVADA

Contrato de concessão de aeroportos do Maranhão é assinado

Os terminais aéreos serão concedidos à iniciativa privada por um período de 30 anos.

Greve que começaria na próxima segunda-feira (29) está cancelada. (Foto: Reprodução)

O Governo Federal, através do Ministério da Infraestrutura (Minfra) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), formaliza nesta quarta-feira (20) a assinatura do contrato de concessão dos aeroportos do Maranhão. O grupo CCR administrará os aeroportos Marechal Cunha Machado, em São Luís e o Prefeito Renato Moreira, em Imperatriz. Os terminais aéreos serão concedidos à iniciativa privada por um período de 30 anos.

Promovido em abril deste ano, o leilão assegurou R$ 1,8 bilhão em investimentos para esse bloco. O lance vencedor da CCR representou uma contribuição inicial de R$ 754 milhões e ágio de 9.156% sobre o lance mínimo inicial de R$ 8,14 milhões. Com o contrato, a União dá início à transferência do controle dos aeroportos de Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE), hoje administrados pela Infraero.

Ao todo, 22 aeroportos foram leiloados na 6ª rodada de concessões, agrupados em três blocos: Central, Norte e Sul. Com isso, ficaram garantidos os investimentos de R$ 6,1 bilhões previstos, sendo R$ 2,85 bilhões no bloco Sul, R$ 1,8 bilhão no Central e R$ 1,48 bilhão no Norte. A arrecadação total em outorgas chegou a R$ 3,3 bilhões.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias