CORONAVÍRUS

No Maranhão

7780
194800
186542
4330
CINEMA LOCAL

Querida! Curta de alunos da UFMA leva 4 prêmios no Festival Guarnicê 2020

As categorias vencidas pelo curta foram de Melhor Curta (pelo Júri Popular), Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro e Prêmio Erasmo Dias

Foto: Reprodução

O curta-metragem “Querida”, produzido por estudantes do curso de Rádio e TV da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), levou 4 prêmios no Festival Guarnicê de Cinemas de 2020 (em versão online), no último dia 26 de outubro. As categorias vencidas pelo curta foram de Melhor Curta (pelo Júri Popular), Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro e Prêmio Erasmo Dias.

Foto: Divulgação

O filme foi produzido por estudantes do curso de Rádio e TV, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), sendo eles: diretor – Geovane Camargo; roteiristas – Bárbara Liz e Lívia Lima; direção de fotografia – Leandro Valente; direção de arte – Lívia Lima; produção – Vivian Nunes; som – Valdo Tavares e Kaio Lima. Estrearam o filme os atores Nádia D’Cássia, Lúcia Reis e Adailton Dias.

Leia também:

Em entrevista com O Imparcial, o diretor do filme, Geovane Camargo, contou sobre algumas das experiências em que ele e seus colegas de equipe vivenciaram com a repercussão:

“A repercussão do curta foi algo totalmente imaginável para toda a equipe, foi um filme feito com bastante orgulho e bastante dedicação, mas não foi algo que seria almejado a primeira instância para concorrer a prêmios e ser selecionado em Festivais, quando o primeiro Festival que foi o Lift Off Sessions em Londres, nos selecionou foi uma grande surpresa para todos, uma estreia em Festival e ainda fora do Brasil, tanto eu, quanto grande parte da equipe ficamos bastante alegres, depois ser selecionado e ganhar um prêmio em São Paulo, posteriormente, selecionado em festivais em Los Angeles e Flórida dá um ganho para que nós continuemos a produzir cada vez mais”, ele afirma.

“Querida” trouxe grandes surpresas para seus próprios criadores, os quais se dedicaram na produção e se surpreenderam com os resultados. As premiações pelo Festival Guarnicê não foram diferentes! A equipe se alegrou com o reconhecimento recebido por um festival de cinema grande e local, como o Guarnicê:

“Só de ser selecionado no Guarnicê foi uma sensação totalmente nova para a equipe, por ser o primeiro Festival no nosso estado a nos recepcionar, esse apoio local pode não parecer, mas importa muito para o nosso progresso. Além do mais, o Festival sendo um dos mais antigos no Brasil, trás essa força e poder ao nosso projeto, sair do evento com 4 prêmios na categoria curta-metragem maranhense é algo que me deixou bastante emotivo no momento e acabei não contendo as lágrimas, esse sentimento é o mesmo que vi diante a todos da equipe que admiro bastante, tanto na parte técnica quanto na parte de atuação”, diz Geovane, diretor do curta.

Geovane ainda afirma sobre a importância do reconhecimento e desenvolvimento de festivais locais para o meio audiovisual, servindo como incentivo aos criadores que trabalham na área:

“É muito importante a presença de Festivais locais, nacionais e internacionais, justamente devido a iniciação da disseminação de obras maranhenses, é perceptível que ao longo dos anos, tem crescido o número de realizadores e com qualidade em suas obras, eu fico muito feliz particularmente e vejo isso como um fruto da criação da Escola de Cinema do Iema, a Escola Lume de Cinema que acabam por profissionalizar esses realizadores e diante disso, o reconhecimento acabar por vir junto, eu fico muito feliz por projetos maranhenses ganhando destaque no Brasil e Internacionalmente, independentemente se eu tiver na equipe ou não, fazendo com que pessoas que não estejam envolvidas diretamente na área acabem por ter esse conhecimento de que aqui no Maranhão se produz audiovisual de qualidade sim”, ele conclui.

O curta de ficção com duração de 14 minutos, traz a sinopse “Após a chegada da sua avó, a vida de Karen começa a virar de cabeça para baixo e as divergências de gerações ficam cada vez mais presentes”. Além do Guarnicê, Querida! já participou de vários festivais como os internacionais Lift-off Global Network (do Reino Unido) e Fort Lauderdale International Film Festival, dos Estados Unidos.

O enrede de “Querida” traz atritos ideológicos familiares, os quais diferentes gerações precisam aprender a lidar com suas divergências de pensamentos. A jovem Karen precisa aprender a enfrentar as diferenças com sua avó, recém chegada, apesar dos grandes desafios.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias