CORONAVÍRUS

No Maranhão

3753
180887
173987
3923
RAPOSA

“Pescadores podem ter dormido no barco, ele virou e não conseguiram sair”, diz Corpo de Bombeiros

Os três homens estão desaparecidos há quase um mês

Foto: Divulgação

Após 27 dias do desaparecimento dos pescadores identificados como Francisco José Pereira de Araújo, de 25 anos, Lucas dos Santos, de 18 anos e André Veras Silva, de 37 anos, depois de terem saído do Porto de Braga, no município de Raposa, o Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA) trabalha com a possibilidade dos pescadores terem dormido no barco, que virou e eles não conseguiram sair.

Leia também:

De acordo com a corporação, as buscas aéreas, que estavam sendo realizadas pelo Centro Tático Aéreo (CTA), foram canceladas. Agora, elas devem ser feitas no fundo do mar.

O CBMMA também informou que todas as pistas foram checadas e as buscas foram diminuindo gradativamente. Por isso, agora, só serão realizadas se houver informações novas.

Entenda o caso

Desde o último dia 25 de junho, três pescadores desapareceram após terem saído do Porto de Braga, no município de Raposa, região metropolitana de São Luís, com destino ao Farol de Santana, no município de Humberto de Campos, onde eram acostumados a pescar.

Segundo as informações, a viagem teria duração 5 dias, mas caso a pesca fosse boa, o trio poderia estender os dias. Por isso, alguns familiares demoraram a registrar o desaparecimento dos pescadores, que foi feito somente no dia 5 de junho.

Desde então, o Corpo de Bombeiros e o Centro Tático Aéreo (CTA) foram acionados para tentar localizar os três homens, mas, até agora, somente parte do material das vítimas foi encontrado.

As equipes conversaram com outros pescadores da região para entender como funcionam as correntes marítimas. Segundo informações do tenente-coronel Alcir, nenhum vestígio de naufrágio com a embarcação foi encontrado ainda.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias