CORONAVÍRUS

No Maranhão

5798
106325
90957
2708
ECONOMIA

Novo terminal ferroviário de São Luís deve ampliar a importação de diesel do país

Terminal da Raízen é a maior base privada já construída e operada pela empresa

Foto: Divulgação

O terminal ferroviário da Raízen, no porto de Itaqui, em São Luís, tem recebido vários navios com combustíveis em um projeto que deve ampliar a importação de diesel do país e a distribuição de produtos para o Norte e Nordeste. O terminal é a maior base privada já construída e operada pela empresa.

Além disso, a Raízen vai poder transportar etanol e biodiesel do Centro-Oeste com menores custos por conta do novo terminal, que teve um investimento de 200 milhões de reais, estar conectado a ferrovias. O novo terminal tem capacidade para movimentar 1,5 bilhão de litros de combustíveis por ano e pode armazenar até 80 milhões de litros gasolina A, Diesel S 10 e S500.

A empresa, que está entre as três maiores distribuidoras de combustíveis do Brasil, em um mercado liderado pela BR, espera atender com a unidade de Itaqui os Estados do Maranhão, Piauí, Pará, Tocantins e Mato Grosso, além de funcionar como “hub” de cargas para outros portos nos Estados das Regiões Norte e Nordeste, que vão poder ser atendidos por navios menores.

O novo terminal de São Luís se integra a uma malha de bases ferroviárias novas, recém-construídas pela Raízen em Porto Nacional (TO) e Marabá (PA), além das bases ferroviárias existentes em Teresina (PI) e Açailândia (MA). Este grupo de terminais e bases de distribuição foram criados para serem os ativos mais eficientes da companhia a longo prazo, operando grandes composições ferroviárias conectadas pela malha ferroviária da Ferrovia Centro-Atlântica, além da Ferrovia Norte-Sul.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias