POLÍTICA

Flávio Dino se reunirá com Lula nesta semana, em Curitiba

Especulações da mídia em torno da visita variam: de puro prestígio ao ex-presidente até uma suposta aliança entre os partidos para as eleições de 2022

Foto: Reprodução

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), viajará a Curitiba para fazer uma visita ao ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva. O encontro está previsto para esta quinta-feira (6), na Superintendência da Polícia Federal, e conta também com a presença de Fátima Bezerra (PT), governadora do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela assessoria do PCdoB.

Desde que Lula foi condenado em 2018, Dino, em sua condição de ex-juiz, defende sua libertação. Apontando supostas arbitrariedades no processo conduzido pelo então juiz Sérgio Moro, chegou a chamar a sentença de “judicialmente absurda” e exigiu que ela fosse “baseada em leis”.

Especulações sobre o teor da visita variam entre pura demonstração de respeito pelo ex-presidente e uma estratégia da possível candidatura do governador à presidência, em 2022.

Parte da imprensa acredita que a pretensão de Dino é disputar como o candidato da frente de esquerda. Logo, o objetivo da ida seria pedir o apoio de Lula, evitando uma fragmentação entre os partidos – como a que ocorreu últimas eleições.

Membros do PCdoB acreditam que, com o aval de Lula, o PT deve renunciar ao lançamento de um candidato próprio e apoiar Dino em uma possível chapa conjunta. A estratégia deixaria o PDT e Ciro Gomes para fora da aliança.

E o Ciro?

No mês passado, Ciro já havia anunciado que “não visitaria Lula na cadeia nem que ele pedisse”, devido à recusa do PT unificar-se nas últimas eleições. Desde então, as críticas ao ex-presidente, seu partido e seus aliados têm sido cada vez mais constantes.

Dino e Ciro. Foto: Reprodução

O alvo da última semana foi o Flávio Dino. Ao saber de seu encontro com Lula, o pedetista relembrou o apoio do ex-presidente à Roseana Sarney (MDB) na disputa contra Dino pelo Governo do Maranhão.

“Um pouco de história: em 2014, Flávio Dino apresentou sua candidatura a governador do Maranhão pela primeira vez. Contra Roseana Sarney. Nós do PDT não vacilamos! Apoiamos Flávio Dino na primeira hora! O PT?, bem, o PT local quis apoiar a óbvia mudança no Maranhão. O que fez a atual cúpula do PT, obedecendo cegamente as escolhas de Lula? Apoiou Roseana Sarney!”, escreveu Ciro, em seu Facebook.

Além do ex-presidente, também está na agenda de Dino uma reunião com o ex-senador Roberto Requião (MDB-PR). Na ocasião, deverão discutir sobre a liberdade do petista e sobre as próximas eleições.

Cada vez mais próximo do PT, há a expectativa de que Requião possa vir a ser o outro membro de uma provável chapa presidenciável encabeçada por Dino em 2022.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias