NOVA MUDANÇA

Petrobras anuncia queda nos preços da gasolina e do diesel nesta quarta

A queda no preço ocorre depois de aumentos consecutivos nos últimos 17 dias. O preço do produto fechou os primeiros 21 dias do mês de maio com alta acumulada de 16,07%

Após sucessivos aumentos, o preço da gasolina e do diesel vai diminuir nesta quarta, 23. (Foto: Divulgação)

A gasolina e o óleo diesel ficarão mais baratos nas refinarias de todo o país a partir desta quarta, 23. Segundo informações divulgadas no site da Petrobras indicam que o preço da gasolina cairá 2,08% e o do diesel, 1,54%. No estado o valor do litro da gasolina já ultrapassa R$ 4,00.

A queda no preço da gasolina ocorre depois de 11 aumentos consecutivos nos últimos 17 dias e de o preço do produto ter fechado os primeiros 21 dias do mês de maio com alta acumulada de 16,07%. Com a queda de 2,08% que entra em vigor amanhã, o preço da gasolina nas refinarias cairá para R$ 2,0433.

Veja Também

No caso do diesel, com a queda de 1,54%, após sete aumentos consecutivos, o produto passará a custar a partir de amanhã nas refinarias R$ 2,3351. O diesel acumula desde o dia 1º de maio alta de 12,3%.

A queda de preços anunciada hoje pela Petrobras se dá um dia depois de a companhia ter informado mais um aumento nas refinarias de todo o país nos valores do diesel, que subiu 0,97%, e nos da gasolina, com alta de 0,9%.

Enquanto membros do governo federal se reuniram mais uma vez na manhã desta terça-feira, 22, para discutir o aumento dos preços dos derivados, caminhoneiros protestaram em rodovias do Maranhão e em outros estados do país.

Há discussões no governo sobre a possibilidade de redução da cobrança de tributos sobre os combustíveis. Existem situações em que a composição de impostos chega a quase a metade do valor final do preço da gasolina e do diesel nas bombas de todo o país.

Segundo a Petrobras, os aumentos são consequência das oscilações do preço do barril do petróleo no mercado externo. De acordo com a estatal, “os combustíveis derivados de petróleo são commodities e têm seus preços atrelados aos mercados internacionais, cujas cotações variam diariamente, para cima e para baixo”.

A companhia destacou que a variação dos preços nas refinarias e terminais é importante para que a empresa possa competir de forma eficiente no mercado brasileiro.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS