BR-402

Estrangeira morre em estrada próximo a Santo Amaro

Passageira de origem portuguesa morre em colisão na BR-402 no Maranhão. Ela estava no banco do carona no momento do acidente

Ford K em que estava Monica Filipa Sousa Fernandes (Foto: Divulgação)

Um grave acidente aconteceu ontem, sábado, 28, por volta das 8h20 da manhã no km 150 da BR-402, próximo do município de Santo Amaro-MA. Uma colisão transversal entre um Ford Ka (PTB-5880) e um HB20 resultou na morte de uma passageira.

O motorista do veículo Ford Ka, identificado como Bruno de Almeida Nunes fazia viagem São Luís – Santo Amaro acompanhado de sua namorada, Mônica Felipa Sousa Fernandes, natural de Lagos-Portugal. Em trecho próximo à região dos Lençóis realizou ultrapassagem perigosa, tentando desviar de um caminhão que seguia em baixa velocidade. Ao invadir a pista contrária, colidiu com um HB20 de cor preta. Bruno ainda tentou desviar para o acostamento, mas bateu lateralmente no HB20.

A passageira foi socorrida e encaminhada para um hospital de Barreirinhas, mas não resistiu e veio à óbito. Os médicos tentaram ressuscitação cardiopulmonar, mas sem sucesso.

Monica Filipa Sousa Fernandes, de 29 anos, e completaria 30 anos no próximo dia 8 de maio. Segundo a equipe da PRF que atendeu a ocorrência, ela estava no Maranhão estudando doutorado.

O motorista do HB20, identificado como Cláudio Roberto Bastos, não ficou ferido. O condutor do Ford Ka, Bruno De Almeida Nunes, também saiu ileso, mas foi encaminhado à delegacia onde prestou depoimento e alegou ter sido o causador do acidente. Ele foi preso e autuado por homicídio culposo.

Em nota, o condutor do HB20 disse:

Relativamente à matéria de título “Estrangeira morre em estrada próxima a Santo Amaro”, que noticia o grave acidente ocorrido na BR-402 na altura da localidade Algodão no dia 28.04.18 venho por meio desta esclarecer que sou o condutor do veículo HB20 preto, estando a ordem dos fatos invertida uma vez que aquilo que na aludida matéria está sendo atribuído a mim, na condição de condutor do referido veículo, foi na verdade praticado pelo condutor do Ford K branco, tendo este, honestamente, assumido desde o primeiro momento, total responsabilidade pelo trágico acidente, o que pode ser comprovado perante à Delegacia de Polícia Civil da cidade de Barreirinhas, local onde foram feitos os procedimentos de praxe, pelo que peço a divulgação desta.

Cláudio Roberto Bastos

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS