FEMINICÍDIO

Acusado de matar ex-companheira no Coroadinho será julgado nesta sexta

O réu, após esfaquear a vítima, tentou suicídio. A motivação do crime foi a separação do casal

Andréa foi vitima de femincídio no passado e teve as mãos decepadas

Será julgado pelo 1º Tribunal do Júri de São Luís, nesta sexta-feira (13), o pedreiro Ivar de Matos, 43, pelo assassinato da ex-companheira Andrea Miranda Teixeira, 36, a golpes de facão e uso de martelo, em junho do ano passado, na residência dele, no bairro Coroadinho. Réu confesso, o acusado está preso desde a data do crime.

A sessão de júri popular, que começa às 8h30, no salão localizado no primeiro andar do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau) será presidida pelo juiz Osmar Gomes dos Santos. Atuará na acusação o promotor de Justiça Luís Carlos Correa Duarte e a defesa, pelo defensor público Adriano Jorge Campos.

Na decisão de pronúncia, o juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Osmar Gomes, afirma que há indicativos de que o réu praticou o crime contra a vítima em razão de sua condição de sexo feminino e em decorrência de violência doméstica, já que não se conformava com o término do relacionamento.

O réu será julgado pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e feminicídio.

Entenda o caso

Durante rondas de policiais militares pela Avenida dos Africanos, por volta das 17h, Ivar foi avistado pela guarnição ensanguentado em uma bicicleta com o facão na mão. Os policiais então fizeram a abordagem e, em seguida, informaram ao Ciops do fato ocorrido, que repassou aos policiais a informação de que havia acabado de acontecer uma tentativa de homicídio no bairro do Coroadinho.

Tomando conhecimento do fato a polícia então conduziu Ivar para o Hospital Djalma Marques, Socorrão l, para que fosse feito o atendimento, já que sua mão sangrava muito. Chegando ao hospital, foi constatado que o homem havia matado a esposa.

Segundo o comandante do 9° BPM, Harlan Silva, baseado em relatos dos vizinhos, o casal estava em processo de separação. Andréa teria ido até a casa dele para buscar objetos pessoais, e durante uma discussão, o homem teria atingido a mulher com os golpes de facão. A vítima deixa duas filhas, uma de 10 e 11 anos – ambas são fruto da relação com o criminoso.

Após todo o procedimento realizado na unidade de saúde, Ivar de Matos foi conduzido até o Plantão da Homicídios para que fossem realizados os procedimentos legais.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS