ATOR MARANHENSE

Antonio Saboia conta sobre seus personagens em ‘O Mecanismo’ e ‘Rotas do Ódio’

O ator maranhense está no ar em duas grandes produções. Em ‘O Mecanismo’ ele vive o Procurador da República Dimas. Já em ‘Rotas do Ódio’, Saboia vive o chefe de operações Julio Pedrazza

Chegou nesta sexta-feira, 23, mais uma produção original brasileira no serviço de streaming Netflix. Inspirada em um dos maiores escândalos do Brasil, a Operação Lava Jato, ‘ O Mecanismo’ conta a história de Marco Ruffo (Selton Mello), que é um delegado aposentado da Polícia Federal, obcecado pelo caso que está investigando. Quando menos espera, ele e sua aprendiz, Verena Cardoni (Carol Abras), já estão mergulhados em uma das maiores investigações de desvio e lavagem de dinheiro da história do Brasil.

Entre elenco de grandes atores, como Selton Mello e Verena Cardoni, está o ator franco-maranhense Antonio Saboia, que vive na trama o Procurador da República Dimas, recrutado para ajudar na complexa Operação.

Para O Imparcial, Antonio contou que foram necessárias rodas de conversas e leituras para a montagem do personagem.

Dimas é um procurador da república que a delegada Verena Cardoni (Caroline Abras) procura para ajudar no caso da Lava Jato. A preparação do elenco para série foi de muitas conversas sobre a Operação. Deixamos claro que  não estamos imitando nenhum personagem real. São delegados, juízes e procuradores. Obviamente, as comparações serão feitas. Mas ninguém imita ninguém.

Questionado sobre o impacto de uma série como essa em um ano eleitoral, Saboia conta que a ideia da produção é também abrir o debate sobre um tema importante para o Brasil. “É uma série que vai ser polêmica! Como se trata de política, algumas pessoas vão gostar e outras odiar. Como todo trabalho, terão opiniões opostas. Mas o mérito é abrir o debate e o diálogo em cima dessa questão. Todo e qualquer debate é saudável”, afirma.

Antonio Saboia vive Julio Pedrazza em Rotas do Ódio Foto: Divulgação

Duas séries, personagens distintos

Além de O Mecanismo, o maranhense também integra o elenco da série Rotas do Ódio, do canal a cabo Universal, que estreou no dia 18 de março.

Na trama ele interpreta o chefe de operações Julio Pedrazza, que começou na polícia como psicólogo em presídios atendendo aos internos. A dura experiência junto aos detentos o levou ao alcoolismo, o que gerou o afastamento de sua família. Duas facetas divergentes do ator nas telinhas.

“São realmente dois personagens totalmente diferentes. De um lago a gente tem um procurador sistemático, ético com o que faz e que não alivia nenhuma. E por outro lado a gente tem o Julio, que é sim muito responsável no trabalho, mas é todo irresponsável com os filhos, ex-esposa e com ele mesmo”.

Então são dois personagens diferentes, Rotas do Ódio é uma série política de certa forma porque a gente denuncia a questão do racismo, homofobia e intolerância. Não é só uma série policial, é uma série de entretenimento que carrega um tema forte. Uma série muito diferente do que eu já vi sendo produzido aqui”, finaliza o ator.

 Rotas do Ódio

Rotas do Ódio mergulha no submundo do crescente número de crimes de racismo e delitos de intolerância no Brasil. A série mostra a luta da delegada Carolina Ramalho Chagas e sua equipe no combate aos crimes de ódio em São Paulo, numa rotina de conflitos pessoais, compulsões.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS