INAUGURAÇÃO

Maternidade Benedito Leite fortalece transplante de medula

A escolha da Maternidade Benedito Leite levou em consideração o perfil do local, com mais de 70%¨dos partos normais e por ser uma maternidade de baixo risco

Foto: Reprodução

A Maternidade Benedito Leite, em São Luís, ligada à Secretaria de Estado da Saúde, está fortalecendo a rede nacional de doadores e transplante de medula óssea. A unidade recebeu um posto de coleta de células do cordão umbilical do Centro de Processamento Celular, que beneficia pessoas que necessitam de um transplante em todo o país. A mais nova divisão de Bancos Públicos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP) foi inaugurada no dia 15 deste mês, no Centro de Hematologia do Maranhão (Hemomar).

“Contribuir para ampliar o alcance dos bancos públicos de sangue de cordão umbilical, aumentando as chances de cura dos brasileiros que precisam de um transplante, é um passo importante para o Estado”, comentou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.
A unidade, destaque pelo atendimento humanizado às gestantes, bebês e puérperas, é a única referenciada no Maranhão para a coleta do material celular que servirá ao Registro de Unidades de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (Renacord), relacionado diretamente ao Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

“O Centro de Processamento Celular vai receber o material colhido na Maternidade Benedito Leite, fazer o processamento para saber se tem quantidade e qualidade, preparar para ser colocado sob criogenia, congelar e armazenar”, destacou o diretor geral do Centro de Processamento Celular, Marcelo Arruda.

A escolha da Maternidade Benedito Leite levou em consideração o perfil do local.  “A Benedito leite é uma maternidade de baixo risco e tem cerca de 70% dos partos normais, o que a deixa com perfil perfeito para ser unidade coletora”, frisou Marcelo Valente.

Para o diretor-geral da Maternidade Benedito Leite, Hilmar Hortegal, a escolha da maternidade reflete o trabalho de excelência que a unidade presta, garantindo mais um serviço que vai unir as mães maranhenses ao país todo. “É mais um serviço que oferecemos à população, o posto de coleta para mães que quiserem ser doadoras e, assim, contribuir com a cura de outras pessoas”, comentou.

MOSTRAR MAIS