ECONOMIA

Ludovicenses antecipam compras da ceia de Natal

Para evitar filas e economizar tempo, muitos decidiram antecipar as compras e analisar os preços sem a correria dos dias que antecedem ao Natal

Foto: Saulo Vale

Em São Luís, alguns consumidores resolveram antecipar as compras da ceia natalina para evitar transtornos, como o grande movimento nos supermercados no fim de ano. Para estes, o planejamento para compra dos itens da ceia garante uma festa mais organizada e uma análise mais minuciosa dos preços.

“Estou antecipando primeiro porque quero o supermercado mais vazio. Segundo, em razão do tempo, pois, pelo fato de estar trabalhando, fica mais complicado organizar uma ceia de Natal em cima da hora”, afirmou a fisioterapeuta Luíza Miranda Martins. Ela considera, sobretudo, que fazer as compras com antecedência e pela manhã favorece a pesquisa de preços e a seleção dos itens. “Por estar vazio, encontramos as coisas com mais facilidade, porque, se deixar para o final, se corre o risco de não achar tudo. Prefiro vir e me antecipar, fazer a compra com calma. Procurar os preços, até porque estão bem salgados e a gente quer fazer uma boa ceia. O supermercado à tarde já está ficando muito cheio. Então, se deixar para o final vai ser muito difícil fazer essa compra e organizar tudo”, observou.

Outra que também aproveitou para comprar logo os produtos para a tradicional ceia de Natal foi a dona de casa Maria Rita Silva de Sousa, de 66 anos. “Acho importante antecipar porque, no dia, ninguém pode, os supermercados ficam muito cheios. Apesar de que, com a crise, creio que muitos nem estão podendo comprar tudo. Para mim, que estou com orçamento limitado, está tudo caro, mas para quem tem folga no orçamento deve estar em conta”, argumentou a dona de casa que acha importante manter a tradição do peru e pernil na ceia de Natal.

Há também quem faça mais de uma incursão aos supermercados para comprar os itens para a ceia natalina. Para o gerente de vendas, Joaquim Pedro, de 64 anos, as compras também dependem da capacidade de armazenamento e conservação dos itens. “Por hoje estou levando vinho e pernil. Teve uns itens que eu já havia comprado antes. Até o dia 22, devo ter comprado tudo, até porque têm muitas coisas para armazenar no freezer e outras de curta validade”, analisou o consumidor.

O gerente da loja Hiper Mateus, localizada no Renascença, em São Luís, garante que o movimento do supermercado é bom todos os dias, mas, com a aproximação do Natal, ele se torna mais intenso. “Percebemos isso no fim de semana. Muita gente veio à loja não só em busca de produtos de todos os dias, mas também do peru, chester e das cestas que são referência da ceia de Natal”, afirmou Edson Almeida.

Outra opção para quem não quer se preocupar com o preparo da ceia de Natal, é encomendar os pratos prontos. Como no ano passado, as lojas do Mateus no Renascença e Cohama já estão recebendo encomendas do cardápio natalino. Até o dia 22, os clientes poderão escolher desde saladas, farofas, massas e os pratos quentes tradicionais da época, como leitão a pururuca, peru, chester, tender, pernil, lombo, cordeiro e bacalhoada.

Para o período das festas de fim de ano, as lojas do Grupo Mateus funcionarão em horários ampliados. Nos dias 22 e 23, as unidades abrirão das 7h às 23h. Nos dias 24 e 01º, que caem no domingo, quando normalmente as lojas funcionam das 7h30 até as 14h, excepcionalmente permanecerão abertas até as 20h.
O Empório da Cohama funcionará até meia-noite, de segunda a sábado, e até às 22h, no domingo.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS