MADRE DEUS

Tribuna do Samba comemora cinco anos com show

No início da carreira, a roda de samba ganhou o apelido de Tzão de Velho. Segundo os frequentadores, os shows só aconteciam uma vez por mês

Foto: Reprodução

No próximo dia 12 de novembro, o projeto Tribuna do Samba completa 5 anos com uma grande festa no Largo do Caroçudo e diversos convidados. Idealizado pelo Conjunto de Samba Madrilenus, o projeto começou com uma roda aberta de samba, na praça (rua) onde o grupo pudesse cantar e receber cantores para expressar o melhor do samba brasileiro.

Desde então, vem colecionando noites agradáveis inspiradas nas batucadas que os grandes mestres da Madre Divina realizavam em meados dos anos 70 e mais tarde no Samba Itinerante, quando comemoravam aniversários e festas de Santo na comunidade, como o Festejo de São Sebastião e Festa do Divino Espírito Santo, na Casa das Minas.

“O Tribuna do Samba, acontece uma vez por mês, no segundo domingo, e nesta edição, a partir das 17h, o evento vai ter uma programação especial com convidados. É um evento que reúne muita gente e muita música boa”, afirma Boscotô, vocal e surdo do conjunto Madrilenus.

Nesses cinco anos, diversos convidados locais e nacionais já passaram pelo Tribuna, a exemplo de sambistas do Rio de Janeiro e São Paulo. Muitos, ilustres convidados, como: Seu Inácio Madre Deus, Prof. Zé Luis do Sax, Prof. João Neto da Flauta, Saudoso José Veloso, Prof. Carlão, Gisele Padilha, Toninho Gerais, Serrinha do Maranhão, Thais Macedo, Cyganerei intérprete da Mangueira, Patativa, Gogó de Ouro, Eraldo, Wilson Ilha, Dona Zelia, Dona Fátima, Carlindo Filho, Chico Chines, Dinho Berg, Dada Maravilha, Cilos Braw, Wilson Ilha, Doda, Adão Camilo.

O samba acontece no coração do bairro mais cultural de São Luís, a Madre Deus, no Largo do Caroçudo. “O que sempre realizamos uma vez por mês na Madre Deus é uma verdadeira celebração à música, com grandes nomes do samba do Maranhão e um público que responde ao nosso chamado”, avalia Boscotô.

O que mudou nesses 5 anos? O local de realização que era no quiosque vermelho do Buda e mudou para o quiosque verde do Sr. Getúlio. No mais, a energia e o amor ao samba continuam os mesmos.

O conjunto Madrilenus é formado por: Boscotô (surdo/voz), Macaé (Repique de mão/voz), Junior Mamão (pandeiro), Lulu Bifa (retinta), Maurício (Tan tan), Madson Peixoto (efeitos percussivos), Renan e Cassiano (bateria), Adão Camilo (Voz), Dinho Berg (voz), Dada Maravilha (voz), Julio Cunha (Violão 7), Gari do Cavaco (cavaquinho/Banjo), Robertinho (cavaquinho).

MOSTRAR MAIS