TEMPO PERDIDO

Pane elétrica deixa 890 alunos sem aula no Anjo da Guarda

Desde 2014, a Escola vem sendo alvo de análises e relatórios que comprovam a necessidade emergencial de restauros

Foto: Escola Ministro Carlos Madeira.

A Escola Municipal Ministro Carlos Madeira, no Anjo da Guarda, está sem aula há quase um mês após uma pane no sistema elétrico. Os 890 alunos estão em casa e aguardam o reinício dos trabalhos.

A Secretaria Municipal de Educação prometeu que as aulas recomeçariam na última segunda, 20, o que não ocorreu. Em nota, a Secretaria informou que haverá mudança em toda a fiação da escola e que as aulas serão retomadas sem causar prejuízo aos alunos.

Os pais, porém, não concordam. “Não há previsão”, disse Sandra Cristina, mãe de aluna de 9 anos. “Nossa filha fica em casa, sem ter o que fazer. Minha esposa já pensou em tirar ela dessa escola, mas pra onde levar?”, reflete Adeílson Araújo, pai de aluna de 10 anos.

Problema antigo

Problema não é recente, tampouco pegou de surpresa. Desde 2014, a Escola vem sendo alvo de análises e relatórios que comprovam a necessidade emergencial de restauros. Naquele mesmo ano, Geraldo Castro, então Secretário de Educação, visitou a Instituição.

Em 2017, páginas de um novo relatório da Secretaria de Educação, ao qual O Imparcial teve acesso, encaminhado à Secretaria Municipal de Educação de São Luís (Semed), denunciavam: “Espera-se a tão necessária e urgente reforma para o mês de férias escolares (julho), sob pena de não se ter condições de retornar a este ambiente insalubre, perigoso e danoso para qualquer ser vivo”.

MOSTRAR MAIS