DIA DO MÚSICO

6 artistas maranhenses que ganharam o mundo

No Dia do Músico, separamos artistas com selo maranhense de qualidade

Reprodução

Hoje é Dia do Músico, momento de celebrar artistas que criam, tocam e estudam melodias e harmonias, conseguindo através do poder da música divertir multidões. Marginalizada em outros tempos, a profissão de músico representa hoje um papel importante na sociedade, e o sonho de fazer carreira incentiva milhares de aspirantes a astro da música.

O Maranhão é um estado sonoramente rico, que possui uma diversidade cultural enorme e artistas para os mais variados gostos. Vez ou outra, esses talentos quebram as fronteiras do estado e encantam o Brasil e o mundo, levando consigo o selo maranhense de qualidade, provando que aqui tem talento para dar e vender.

Separamos seis artistas que levaram o nome do estado a outros lugares.

1- João do Vale
O eterno Carcará é um dos nomes mais representativos da música no estado. Nascido no município de Pedreiras, em 1934, João sempre gostou muito de música. Em São Luis, para onde se mudou ainda garoto, foi amo de boi. Pelo Brasil afora, foi ajudante de caminhão, trabalhou em garimpo e até ajudante de pedreiro no Rio de Janeiro. Estreou como cantor em 1964. Mais tarde, participaria do espetáculo que lançou Maria Bethânia como cantora, interpretando uma de suas principais composições, Carcará. João do Vale tem dezenas de músicas gravadas, entre elas, sucessos como Peba na pimenta, Pisa na fulô e Baião, além de parcerias com artistas como Chico Buarque, Nara Leão, Tom Jobim, Gonzaguinha e Zé Ramalho.

2-Nonato Buzar
Raimundo Nonato Buzar nasceu em Itapecuru-Mirim, no ano de 1932, mas foi em 1953 que começou a carreira na música, quando foi morar no Rio de Janeiro. Teve composições gravadas por Maysa, Elis Regina, Elizeth Cardoso, João Nogueira, Nana Caymmi, Luiz Gonzaga, Cauby Peixoto e muitos outros artistas. Tem como um dos maiores sucessos a música Vesti Azul, sucesso nas rádios internacionais. O músico também ficou famoso por compor trilhas sonoras de novelas da TV Globo, como Irmãos Coragem, Assim na Terra Como no Céu e Verão Vermelho.

3- Alcione
A ‘Marrom’ é bem maranhense e é também uma das sambistas mais famosas do país, sendo chamada de Rainha do Samba. Nascida na capital, Alcione respira música e por um dia não nasceu na data que homenageia sua profissão. Ontem (21), a cantora completou 70 anos, e durante sua carreira já embalou a trilha sonora da vida de milhares de pessoas. Alcione fez sua primeira apresentação aos 12 anos, e herdou do pai, que era mestre da banda da Polícia Militar do Maranhão e professor de música, o talento para a arte. Forjada na cultura popular do estado, a cantora foi da festa do Divino Espírito aos sotaques de bumba meu boi. Com uma voz inconfundível, é uma das artistas mais prestigiadas no Brasil e no exterior. Já cantou em mais de 30 países, ganhou diversos prêmios e tocou incessantemente nas rádios sucessos como Não deixe o sambamorrer, Você me vira a cabeça, A Loba, Meu Ébano, entre outras. A cantora, em 2018, será enredo da Mocidade Alegre, escola de samba de São Paulo.

4- Zeca Baleiro
José Ribamar Coelho Santos é de São Luis, e, além de cantor, compositor, é cronista. O apelido (Baleiro) vem do fato de Zeca consumir balas entre as aulas, durante o curso de Agronomia. O artista, que morava em São Paulo, gravou seu primeiro disco em 1997. Mais tarde, participou do Acústico MTV, de Gal Costa, com a canção A Flor da Pele, ganhando projeção nacional. Na lista de parceiros musicais, tem nomes como Chico César, Lobão, Arnaldo Antunes, Paulinho Moska, Lenine, Fagner, Zeca Pagodinho, entre outros. Entre os sucessos mais famosos da carreira estão Telegrama, Flor da pele, Samba do Approach, “Ai que saudade D’Ocê” e várias outras.

5-Rita Benneditto
De São Benedito do Rio Preto veio Rita Ribeiro, que mais tarde decidiu adotar o nome de Rita Benneditto para homenagear seu pai, que se chamava Fausto Benedito Ribeiro. Aos 15 anos, Rita começou a cantar em corais e seguiu participando de festivais, grupos vocais, cantando na noite em São Luís. Em 1997, gravou seu primeiro CD intitulado Rita Ribeiro, e, no ano seguinte, assinava com uma gravadora musical, tendo uma grande repercussão nacional. Com o disco Tecnomacumba, resultado de uma intervenção cultural, Rita se tornou um dos nomes mais conhecidos no Rio de Janeiro. Entre os maiores sucessos estão Canto para Oxalá, Banho cheiroso, Moça bonita, entre outras.

6-Flávia Bittencourt
Flávia Bittencourt é uma das representantes da geração mais nova de artistas maranhenses. Aos 33 anos, a artista já concorreu ao Grammy Latino e ao Prêmio Tim de música. Nascida em São Luís, Flávia iniciou sua carreira profissional de cantora em 1998, influenciada pelos ritmos regionais. Em 2010, a artista realizou uma turnê europeia de grande repercussão na mídia, passando por Portugal, França, Itália e Bélgica. A artista já dividiu palco com Zeca Baleiro, Adriana Calcanhoto, Luiz Melodia, Alcione, Geraldo Azevedo e Dominguinhos. Entre as musicas mais famosas entoadas em sua voz estão Terra de Noel, No movimento, Mar de rosas, Fanatismo, dentre outras.

MOSTRAR MAIS