Artes

Aldeia Sesc Guajajaras tem abertura nesta quarta

12ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes acontece no período de 1 a 9 de novembro, nos municípios de São Luís e Raposa. Veja as atrações

Cacuriá de Dona Teté. Foto: Reprodução

Celebrando a difusão e fortalecimento da cultura, a Aldeia Sesc Guajajara de Artes chega a sua 12ª edição. Com 9 dias e uma diversificada agenda artística, a abertura do projeto acontece nesta quarta-feira, dia 1 de novembro, com o tradicional cortejo artístico do Centro à Praia Grande, das 16 às 18 horas. Em seguida, a Praça Nauro Machado vira um grande palco para performances e shows musicais com destaque para “Jaloo e Banda” (PA), que encerrará o primeiro dia de programação. O evento é gratuito.

Jaloo

Transbordando arte e mostrando suas inúmeras faces e encantos, o cortejo artístico desta 12ª edição será conduzido pelo Cacuriá de Dona Teté, banda de fanfarra Clarins ao Vento, brincantes do Bumba Meu Boi de Maracanã, Coletivo O Circo Tá Na Rua, o Voo dos Pássaros do grupo Hu hu hu Circo Teatro, o Bloco Afro Omnirá e o Tambor de Crioula Manto de São Benedito. Com saída do Sesc Deodoro, a comitiva segue pela Rua Grande, Magalhães de Almeida e finaliza na Rua da Estrela (Praia Grande), onde os grupos realizam performances até as 20 horas.

Huhuhu Circo Teatro

Em seguida, dois grandes shows musicais incendeiam a Praça Nauro Machado e marcam a abertura do Aldeia Sesc Guajajara de Arte com uma mistura de elementos rítmicos, estilos e cores:  “Gira 1, 2, 3” – Trio 1, 2, 3/MA, que se apresenta até as 21 horas, e “Jaloo e Banda”/PA, que fecha o primeiro dia de programação às 22h30.

O trio 123, protagonizado pelas cantoras Camila Boueri, Milla Camões e Tássia Campos, é uma fusão de vertentes com um repertório que privilegia a efervescência dos gêneros próprios da cultura maranhense como bumba meu boi e tambor de crioula, com estéticas evidenciadas no rock and roll, jazz e blues. O grupo promete movimentar o público com arranjos ousados.

Trio 123

Jaloo, com uma série de versões únicas para hits, sejam eles covers, remixes ou mashups (canção ou composição criada a partir da mistura de duas ou mais canções pré-existentes), vem agitando a cena musical desde 2010. Seu primeiro álbum, #1, foi lançado em 2015 e trouxe uma sonoridade rica e diversa, que festeja a dança e o poder da boa música a partir de músicas com influências internacionais e também nacionais, com ênfase ao tecnobrega.

Considerada umas das principais iniciativas para a produção artística do estado e permitindo o intercâmbio com importantes criadores do panorama nacional, a 12ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes acontece no período de 1 a 9 de novembro nos municípios de São Luís e Raposa e visa inovar e diversificar o circuito cultural local com uma agenda que contempla as linguagens artísticas: artes visuais, artes cênicas, literatura, dança, circo e música, incluindo nesse leque expressões da cultura maranhense.

Reprodução

MOSTRAR MAIS