Doce doce

É Tempo de abacaxi. E tem que ser de Turiaçu

Alta nas vendas do abacaxi de Turiaçu começa em agosto e se estende até novembro

Reprodução

Uma viagem de mais de 200 km não é suficiente para retirar a doçura de um produto que, entre os meses de agosto e novembro, vira protagonista em várias bancas de frutas de São Luís. O famoso abacaxi de Turiaçu está no período pleno de safra no estado. O sabor adocicado e marcante traz destaque à fruta, que tem posto o Maranhão na rota da fruticultura brasileira.

Cultivado na região oeste do Maranhão, no município de Turiaçu, há mais de 240 km de São Luís, o abacaxi reflete em seu sabor as características do solo onde é plantado. Pesquisas afirmam que a riqueza de potássio e magnésio presentes no solo é o motivo da doçura da fruta.

Alessandro Gomes, que é gerente de uma loja na Central de Abastecimento do Maranhão (Ceasa), informou que a venda de abacaxi é constante. “As pessoas já sabem do sabor da fruta, então, elas sempre compram. A gente recebe dois carregamentos semanais de abacaxi. Vendemos de 6 a 7 mil unidades por semana”, disse.

Enquanto fazia compras na Ceasa, em São Luís, a dona de casa Maria Luísa Lima, de 44 anos, declarou que é consumidora fiel do abacaxi de Turiaçu. “Começa sempre em agosto e vai até novembro. Nesse período, os mais doces são vendidos e eu sempre compro. Além de ser bom para a saúde, tem um gosto inconfundível. Uso para fazer sobremesas em casa. O (abacaxi) normal não é tão doce”, afirmou.

Assim como para a dona de casa Maria Luísa, para a maioria dos consumidores e público em geral um abacaxi é mais doce que o outro. No entanto, a explicação técnica e correta para este sabor acentuadamente mais doce, segundo especialistas, tem a ver com a acidez presente no abacaxi. Na fruta colhida em Turiaçu, o teor de acidez corresponde à metade da quantidade encontrada no abacaxi normal, chamado Pérola.

O administrador e dono de um ponto de venda de frutas em São Luís, César Pivatto, reconheceu a peculiaridade da fruta que só é cultivada no Maranhão. “Tem vários tipos de abacaxi, eu conheço vários porque trabalho com isso. Conheço o Havaí, o Pérola, o MD2, mas nada se parece com o abacaxi de Turiaçu. Além do sabor, ele tem uma estrutura diferente”, declarou. De acordo com os lavradores e produtores rurais, o período de alta nas vendas promete ultrapassar o mês de novembro. “Pelo que eu estou vendo, a safra deste ano vai ser muito boa. Geralmente, o período de alta vai só até novembro, mas acho que até o final de janeiro tem abacaxi doce chegando nas bancas”, confirmou Debenilson, que colhe a fruta direto do município de Turiaçu e revende em São Luís.

MOSTRAR MAIS