Perigo

Maranhão registra mais de 1600 acidentes com pipas

Número de ocorrências permaneceu inalterada nos últimos três anos. Cemar alerta para perigos e busca diminuir quantidade de acidentes

Uma das brincadeiras mais comuns nas ruas de São Luís ainda é brincar com pipa, ou o famoso “papagaio”, mas essa brincadeira pode trazer um perigo inesperado quando se defronta com a fiação elétrica.

Nos meses em que o vento é mais forte, a incidência do número de pipas aumenta consideravelmente. E com isso, o número de acidentes também sobe nesta época do ano.

Apenas no primeiro semestre, foram registradas 1633 ocorrências, um número apenas 1,1% menor que o registrado em 2016 e 0,9% maior que 2015. O que revela que os registros praticamente não sofreram alterações nos últimos anos, apesar do trabalho feito pela Cemar em buscar conscientização nas escolas.

A Cemar durante palestras em escolas e nas comunidades vem alertando ao longo do ano pais e alunos sobre os cuidados com a rede elétrica. Ao deixar uma pipa enroscar na fiação, tanto as crianças quanto a população do bairro pode ser afetada.

“A brincadeira de soltar pipa é muito divertida, mas oferece grandes riscos se não for feito de forma responsável. Por este motivo é importante tomar alguns cuidados, inclusive ao atravessar a rua correndo, os atropelamentos são comuns devido a este tipo de brincadeira. Ficando atento as dicas de segurança da Companhia é só aproveitar e se divertir” explica Francisco Ferreira, executivo de Segurança da Cemar.

Além de prevenir, os especialistas recomendam como agir quando as pipas engancham na fiação. A orientação é que não tentem tirar essa pipa, principalmente com fios metálicos ou arames. Pois muitas vezes a criança percebe que pode pegar, sem medir esforços e é extremamente perigoso, sendo um risco até fatal.

O melhor é que essas brincadeiras sejam feitas em locais que não tenham rede elétrica próxima, preferencialmente em campos abertos, praias ou parques.

Em caso de acidente com choque elétrico, nunca toque na vítima e não fique próximo de fios e objetos que estejam em contato com ela. Chame o Samu no 192 ou Corpo de Bombeiros 193, comunique a Cemar através do 116 e informe a situação com o local exato e ponto de referência.

Falta de luz

Além da segurança das crianças que gostam de soltar pipa, há também os prejuízos materiais e financeiros. Soltar pipa embaixo da rede elétrica pode provocar curto-circuito e desligamentos na redes de distribuição, caso ela enrosque na fiação.

Outra preocupação é em relação ao cerol, mistura cortante feita com cola, vidro e restos de materiais condutores, que é um dos principais causadores das interrupções no fornecimento da energia. Geralmente provocam curto circuito e até o rompimento dos cabos, podendo causar um grave choque elétrico ou até mesmo fatal.

MOSTRAR MAIS