ESPORTE

Tricolor Maranhense continua sua luta para sair do Z4

Tricolor enfrenta o Juventude e precisa derrotar o adversário em seus domínios para tentar sair da zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro, em Caxias do Sul-RS

Reprodução

Quem ganhar leva, quem perder fica no prejuízo e corre o risco de ficar mais próximo do rebaixamento. Esta é a característica principal do jogo desta noite, em Caxias do Sul, onde o Sampaio Corrêa joga às 20h30, contra o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes estão empatadas no número de pontos (32), mas os tricolores levam vantagem na quantidade de vitórias: 8 a 6. O mais importante para o Sampaio é a vitória para ficar com 35 pontos. Mesmo assim, ainda terá que torcer para o CRB-AL ser derrotado amanhã à tarde, pelo São Bento, em Sorocaba-SP, jogo marcado para começar às 16h30. É que o clube alagoano também está com 35 pontos e soma o mesmo número de vitórias dos bolivianos em toda a competição.

O Juventude, mesmo que seja vencedor, hoje, não sairá da zona de rebaixamento, pois perde no critério de desempate até para o Paysandu-PA, que tem sete vitórias. O bicolor marajoara, aliás, também joga amanhã contra o Coritiba, a partir das 18h30, em Belém do Pará. A rodada terá ainda na parte de baixo da tabela de classificação o jogo entre Boa Esporte (29 pontos) e Atlético de Goiás (48), às 16h30, em  Goiânia, neste sábado.

Como se vê, o Sampaio entra em campo já sabendo  que apenas um resultado interessa: a vitória com qualquer placar. Na partida contra o representante gaúcho, os bolivianos não deverão contar com alguns titulares. Na lateral-direita, sai Luís Gustavo (terceiro cartão amarelo) e entra Bruno Moura. O meio-campo terá  Diego Silva na vaga de William Oliveira, que está machucado, e no ataque reaparece Matheuzinho no lugar de Misael.

Campanhas

O Sampaio, nos 32 jogos realizados até agora, obteve oito vitórias, oito empates,16 derrotas, 27 gols marcados e 39 sofridos, saldo negativo de 12 gols. Por sua vez, o Juventude, com o mesmo número de jogos, tem 6 vitórias, 14 empates, 12 derrotas, 25 gols marcados e 36 sofridos, saldo negativo de 11 gols. Bonfim é o principal artilheiro do time gaúcho com quatro gols, igual quantidade marcada por Maracás e Bruninho, do Sampaio Corrêa. No primeiro turno, as equipes jogaram em São Luís, onde houve empate de  0 a 0.

EQUIPES

Juventude: Douglas Silva, Felipe Mattioni, Rafael Bonfim, Micael e Neuton; Rodrigo, Lucas  Leandro Lima e Denner; Hugo Sanches e Elias.

Técnico: Luís Carlos Winck.

Sampaio: Andrey; Bruno Moura, Joécio, Maracás e Julinho; Adilson Goiano, Diego Silva, Fernando Sobral e Danielzinho; Matheuzinho e Uilliam Barros.

Técnico: Marcinho Guerreiro

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS