LEGADO

Papete: legado de música e tradição que deixa saudades no São João do Maranhão

Considerado um dos maiores percussionistas do mundo, Papete se despediu desse plano no dia 26 de maio de 2016, às vésperas das festas juninas.

Como forma de reconhecer a sua importante contribuição para a cultura brasileira, todos os anos, amigos, músicos e admiradores prestam homenagens ao artista em suas mais diferentes formas. (Foto: Divulgação)

Sempre quando se aproxima o São João do Maranhão, vem à tona a memória afetiva da musicalidade de um desbravador da música e da cultura popular.

Considerado um dos maiores percussionistas do mundo, Papete se despediu desse plano no dia 26 de maio de 2016, às vésperas das festas juninas. Uma estrela que brilhou nos palcos da vida, e continua a brilhar, inspirando gerações por meio de sua obra e legado.

Coincidentemente, no dia 26 de maio de 2015, Papete lançou o livro “Os Senhores Cantadores, Amos e Poetas do Bumba meu boi do Maranhão”, considerado um dos mais importantes trabalhos de sua carreira.

Em edição bilíngue e com um rico acervo iconográfico, a obra reúne textos de pesquisadores, estudiosos e amantes da cultura popular do Maranhão, entrevistas com os amos de bumba meu boi e fotografias de Márcio Vasconcelos.

Encartado no livro que teve edição limitada estão quatro DVDs contendo entrevistas e um CD com toadas.

Coxinho, Laurentino, Leonardo, Humberto de Maracanã, Donato, João Câncio e Francisco Naiva figuram no livro. “Ao perceber que Coxinho, um dos maiores ícones do bumba meu boi maranhense, morreu pobre e sem receber as honrarias devidas, pensei que devia fazer algo para preservar a memória daqueles que muito fizeram pelo nosso bumba meu boi e daí veio a ideia para este projeto”, registro de Papete, fazendo referência ao que o motivou.

Como forma preservar e difundir esse rico acervo, principalmente para as gerações futuras, a família do artista estará disponibilizando a partir desta quinta-feira (26), todo o registro audiovisual do livro no canal do youtube: Papete Oficial. Além dos vídeos do livro, serão disponibilizados nas redes sociais, registros de memória e conteúdos inéditos.

A intenção é tornar cada vez mais acessível ao público todo material produzido ao longo dos anos, e ao mesmo tempo destacar a universalidade de um artista versátil, que esteve sempre à frente do tempo.

“O Papete nos deixou um acervo muito rico de todo o seu trabalho que infelizmente não deu tempo de ser apreciado por todo o público. A sua última obra, o livro “Os Senhores Cantadores Amos e Poetas do Bumba meu Boi do Maranhão”, foi sem dúvidas, o trabalho que mais o realizou”, lembra Giselle Paiva, viúva de Papete.

Ele tinha um verdadeiro carinho, delicadeza e respeito por esse trabalho. Foram quatro anos dedicados a pesquisas, fotos e entrevistas pelo Maranhão a fora em busca de um resgate e registro inédito sobre os cantadores do Bumba meu Boi, para manter viva essa tradição e riqueza da nossa cultura popular.

“Pensando em todo esse acervo deixado e principalmente no livro que teve uma edição limitada e uma grande procura, nós estamos organizando todo esse acervo para disponibilizar nas plataformas e redes sociais, a partir do dia 26 de maio, esses registros inéditos e históricos para todo o público”, Destacou Giselle Paiva.

Homenagens

Como forma de reconhecer a sua importante contribuição para a cultura brasileira, todos os anos, amigos, músicos e admiradores prestam homenagens ao artista em suas mais diferentes formas.

O projeto “Festa da Música no Maranhão – FMM”, criado em 2019, traz em sua programação, o “Prêmio Papete”, uma justa homenagem ao artista. O prêmio, que traz uma estatueta assinada pelo artista plástico Eduardo Sereno, representa uma importante honraria da música no estado.

Uma forma de reconhecer e valorizar o trabalho de quem fez e faz a música no Maranhão. A iniciativa não traz só o nome do artista, traduz toda resistência e a essência de um maranhense que sempre buscou incentivar, difundir e promover o encontro de gerações tanto na música, quanto na cultura popular.

Nesta quinta-feira (26), às 17h30, acontecerá no Santuário da Conceição (Monte Castelo), a missa de seis anos de vida eterna de Papete. A celebração também será transmitida “ao vivo” pelo canal do YouTube: Santuário da Conceição.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias