CORONAVÍRUS

No Maranhão

2783
254182
229576
6783
CULTURA

Via Sacra: Grupo Grita pede ajuda para o teatro

De acordo com o presidente do grupo Grita, Carl Pinheiro, pelo menos 2.600 pessoas se envolvem direta e indiretamente com o espetáculo

Reprodução

Durante 38 edições o espetáculo da Via Sacra se realizou no Anjo da Guarda. Há 2 anos (2020 e 2021), por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus, a encenação da Via Sacra, o maior espetáculo ao ar livre do Maranhão, assim como todos os eventos públicos do mundo, teve que ser cancelado.

A Via Sacra faz parte das tradições mais acarinhadas pelos católicos, sobretudo durante a quaresma. É um exercício espiritual – e, em alguns casos, também físico – que ajuda quem o faz a reviver a paixão e morte de Jesus Cristo, acompanhando Aquele que deu a vida pela humanidade. E o Grupo Grita há quase quatro décadas vem fazendo esse exercício que se tornou, ao longo do tempo, tão grandioso para a comunidade da área Itaqui Bacanga, e um dos mais esperados para quem participa e contribui com ele.

De acordo com o presidente do grupo Grita, Carl Pinheiro, pelo menos 2.600 pessoas se envolvem direta e indiretamente com o espetáculo, que possui um elenco aproximado de 1.600 artistas, entre amadores, profissionais, iniciantes.

No ano passado o espetáculo chegou a ser montado, com o tema “Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara”, baseado na obra do escritor de José Saramago, mas como se sabe, foi suspenso. Em média, o espetáculo reúne nos dois dias de apresentação 200 mil pessoas, segundo dados da Polícia Militar.

Este ano, a diretoria procurou O Imparcial para pedir a atenção das autoridades públicas para a situação do teatro no estado.  Uma espécie de socorro. “Esses editais que estão sendo abertos acabam contemplando mais a classe da música até pela própria natureza da apresentação, então está sendo uma grande dificuldade para nós, fazedores do teatro. A Via Sacra é mais difícil ainda porque não tem como não aglomerar. Então a gente começa a entender que enquanto a população toda não tiver vacinada, a Via Sacra não vai acontecer. O Grita está fechado, então o quê que a gente está fazendo? Fazendo vaquinha para pagar as contas, documentação.

O presidente disse que o Grita não participou diretamente dos editais abertos pela Secretaria de Estado da Cultura, e sim, integrantes ou colaboradores do grupo com trabalhos individuais, que, ao ser contemplados, fazem uma partilha do recurso com o grupo. “Os editais exigem uma burocracia grande, temos que fazer vídeos que contradizem o próprio decreto, pois temos que contratar equipe para fazer a gravação e acabamos aglomerando. A gente pede que a Cultura tenha esse olhar mais carinhoso para o teatro, para o nosso fazer teatral. Trabalhamos em uma comunidade que tem suas vulnerabilidades para dar acessibilidade para todos”, disse.

A gente pede que a Cultura tenha esse olhar mais carinhoso para o teatro, para o nosso fazer teatral. Trabalhamos em uma comunidade que tem suas vulnerabilidades para dar acessibilidade para todos.

Em nota, a Secretaria de Estado da Cultura (Secma) esclarece que os editais emergenciais abertos pelo Governo do Maranhão, em apoio aos profissionais da cultura durante a pandemia da Covid-19, foram lançados para contemplar a maior diversidade possível de linguagens artísticas. Assim foi, por exemplo, nos editais 1 e 2 do projeto Conexão Cultural em 2020, que juntos, selecionaram centenas de produções artísticas dos mais variados gêneros. Nesses dois editais foram premiados trabalhos nas categorias Show de Humor, Circo, Artes Cênicas, Audiovisual, Poesia, Oficinas Artísticas, Contação de Histórias, Leituras Dramáticas, Dança, Performance, Workshops, Tutoriais, Artes Visuais, Cinema, Música e até Mágica. “Em 2021, com o Conexão Cultural 4, mais 1.000 produções artísticas serão contempladas, com premiação no valor de R$ 1.500. Neste ano, o Governo do Maranhão também criou o auxílio emergencial para artistas. São R$ 600 para artistas da Ilha de São Luís em compensação pelo fechamento de bares e restaurantes entre os dias 15 e 21 de março. A previsão é de até 5.800 artistas incluídos. Os pagamentos já estão em curso”, informou o Governo do Estado.

A Secma reitera ainda que os editais do Conexão Cultural primam pela desburocratização no processo de submissão de projetos, com baixa exigência de critérios técnicos para validação dos vídeos habilitados. Por fim, ressalta que grupos e companhias artísticas também foram agraciadas com os editais do Conexão Cultural.

A importância da comunidade

Para a comunidade do Anjo da Guarda, o espetáculo representa um grito. “A comunidade está ligada ao Grita de várias formas, alguns que já saíram, voltaram e perceberam a importância da arte como uma forma de aproximação, uma forma política de alerta a essa comunidade.

Ao ser realizada, a Via Sacra beneficia a comunidade com infraestrutura para o bairro, além de promover geração de renda para os moradores. Sem o espetáculo, Carl se ressente que o bairro está abandonado e tradicionalmente é esquecida. “É um serviço que o espetáculo presta para a comunidade porque é feito recapeamento, limpeza das galerias, das praças, em todo o percurso que a Via Sacra é realizada.

Um projeto da Vale promete ajudar a comunidade com um documentário- homenagem que já começou a ser gravado, para ser veiculado no período da Semana Santa, com a proposta de ajudar o grupo Grita, uma vez que envolverá o elenco e técnicos do espetáculo da Via Sacra.

100 estandartes brancos serão montados nos pontos onde costumam acontecer as encenações da Via Sacra “Eles convidaram alguns atores e pessoas da comunidade para falar sobre a Via Sacra e ao mesmo tempo vão mostrar esse vazio que a pandemia está causando no bairro, uma comunidade que é um celeiro da cultura”, disse Carl Pinheiro.

O grupo Grita, responsável pela organização da Via Sacra, foi fundado em 1972, quando um grupo de estudantes do Centro Educacional do Maranhão (Cema), resolveu se reunir para dar continuidade às atividades teatrais desenvolvidas na escola, atuando desde 1977 na comunidade Itaqui-Bacanga, e lá se incorporou à dinâmica da comunidade, por meio do Centro Comunitário Católico, fazendo teatro popular. O espetáculo ‘Via Sacra’, foi concebido em 1981, com o propósito de traduzir o sentimento libertário da Paixão de Cristo, na movimentação em torno da emancipação da própria comunidade.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias