CORONAVÍRUS

No Maranhão

2783
254182
229576
6783
CEMITÉRIO DO GAVIÃO

Justiça evita demolição de túmulos históricos em São Luís

Ação na Justiça tenta evitar que túmulos históricos sejam demolidos no Cemitério do Gavião, localizado na Madre Deus, Centro Histórico de São Luís

Reprodução

Ademolição de túmulo histórico foi impedida, em liminar judicial de tutela de urgência, no Cemitério Municipal de São Luís, também conhecido como Cemitério de São Pantaleão, e popularmente chamado de Cemitério do Gavião, localizado na Madre Deus. O cemitério foi construído em 1855 e completa neste ano 166 anos.

O cemitério pode ter algumas sepulturas demolidas, mas uma ação impetrada pela Ramsses de Souza Silva organizador do CEMITUR – Passeio turístico pelos cemitérios históricos de São Luís, impediu que a empresa São Marcos, administradora do logradouro, demolisse o túmulo nº 16Q, de 1870. A decisão foi do juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos. Na liminar ele decide “a imediata suspensão da autorização da demolição da sepultura n.º 16Q, por parte dos ora réus, determinando que providenciem a guarda e conservação dos objetos históricos e culturais do jazigo, até julgamento definitivo de mérito, sob pena de multa diária não inferior a R$ 10.000,00 (dez mil reais), suspendendo, também, toda e qualquer autorização para modificação ou demolição, completa ou parcial, de túmulos de relevância histórica ou cultural até apresentação de relatório descritivo e individualizado dos mesmos, sob igual pena, não excluída a prisão dos responsáveis pela demolição em caso de descumprimento da ordem judicial”.

Demolição do túmulo de Colares Moreira

No ano passado, o túmulo do ex-governador do Maranhão, Alexandre Colares Moreira, foi demolido. Os restos mortais de Colares Moreira estavam enterrados no Cemitério do Gavião desde 1917. Colares Moreira foi homenageado com seu nome em uma das avenidas mais importantes da capital maranhense. A via corta um dos bairros mais movimentados de São Luís: o Renascença.

O cemitério

Inaugurado em 1855, o Cemitério do Gavião tem esse nome por sua localização na antiga Quinta do Gavião. Desde sua inauguração, o cemitério já teve diversos nomes: Cemitério de São José da Irmandade (quando era administrado pela Irmandade da Misericórdia, uma organização católica), Cemitério de São Pantaleão (Nome oficial de registro) e, por fim, Cemitério do Gavião.

Fundado após uma epidemia de varíola que abateu parte da população de São Luís, o Cemitério do Gavião segue os molde europeu de cemitérios próximos a igrejas, o que facilitava o cortejo do enterro.

Localizado no bairro da Madre Deus, conhecido como o bairro mais boêmio da cidade, o Cemitério do Gavião não tornou-se um corpo estranho na região. Em uma mistura entre o belo e o macabro, o Gavião já foi palco de muitos sepultamentos inusitados. Os últimos famosos maranhenses a serem enterrados na necrópole mais importante da capital forma: o carnavalesco Joãosinho Trinta e o poeta Nauro Machado.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias