VITRINE

Iluminação comercial: saiba como dar destaque ao seu negócio

Um bom projeto de iluminação é fundamental para valorizar a arquitetura do ambiente, a decoração e o principal, dar visibilidade aos produtos da sua loja

Ao montar ou construir sua loja em um centro comercial é necessário se destacar em meio a tantos estabelecimentos ali instalados. Além de atrair o público pelos produtos que estão sendo comercializados, um outro fator é de extrema importância: a iluminação do ambiente.

Um bom projeto de iluminação é fundamental para valorizar a arquitetura do ambiente, a decoração e o principal, dar visibilidade aos produtos da sua loja. A luz transmite emoções e facilita o caminho que o cliente deve percorrer, à medida em que sua atenção é atraída. No entanto, na hora de ambientar sua loja, surgem diversas dúvidas. Onde colocar os produtos? Com o expor a mercadoria? Entre outras.

Leia também: 4 dicas criativas para pintar e decorar sua casa

E para ajudar com isso, conversamos com a arquiteta e urbanista Nádya Delgado, que atua em projetos comerciais, buffets infantis e reforma de interiores; e ficou por quatro anos consecutivos no Top 100 dos arquitetos e designers de interiores mais atuantes do país, para nos dar uma forcinha e mostrar que a iluminação pode ser muito mais do que um item da decoração do ambiente.

“Um bom projeto de iluminação, com as luminárias certas, posicionadas nos locais corretos, são sinônimo de satisfação do cliente e fazem toda a diferença”, explica Nádya.

E então, vamos lá?!

Quando e como pensar na questão de iluminação para a minha loja ou estabelecimento?

Logo no começo. A iluminação é fundamental! Vamos imaginar que eu tenho um determinado produto para vender, mas a loja é toda envidraçada na frente, tem a iluminação do sol, e você percebe uma penumbra dentro do estabelecimento, quem está fora não consegue visualizar direito aquele produto. Se a mercadoria não for bem iluminada, o cliente não sente atração para comprar. Então em um ponto comercial, a iluminação é a principal coisa a se pensar.

Qual o tipo de iluminação usar de acordo com o segmento de cada estabelecimento? Existe uma diferenciação?

A iluminação varia não só pelos produtos expostos, mas também pelo público. Por exemplo, para um público A e B a iluminação dos locais deve ser mais quente, uma iluminação mais indireta (é utilizada para deixar o ambiente mais aconchegante, intimista) e pontual ao mesmo tempo. Geralmente esses ambientes não são muito claros, possuem poucos produtos e uma iluminação mais quente. Já em uma loja mais popular, destinada a todos os tipos de público, o ideal é iluminar os produtos com uma luz mais fria, essa iluminação branca, dando a impressão de que ambiente está bem claro e o consumidor consiga visualizar mais produtos no seu entorno.

O que não pode faltar em um bom projeto de iluminação?

Uma iluminação focada é primordial. A iluminação focada é um dos tipos de iluminação mais utilizadas para evidenciar locais específicos. O facho de luz é mais fechado. Ao contrário de uma iluminação difusa, feita através de lâmpadas bulbo, aquelas com luminárias com o vidro leitoso, características pela distribuição de luz uniforme, ou seja, todo o ambiente será iluminado de forma igual, sem contrastes. O facho de luz é mais aberto, característico das lojas mais populares;
Os trilhos também são indispensáveis. Toda boa iluminação de uma loja é feita com trilhos, que devem estar focados em um espaço para iluminar e chamar atenção para um determinado produto. Com o fácil manuseio das lâmpadas é possível direcionar o facho de luz para onde desejar.

Uma iluminação mais indireta também é uma boa ideia. A iluminação indireta consegue direcionar o fluxo luminoso para cima, para que seja refletido pelo teto e se espalhe pelo ambiente, por meio de sancas (modelagem no forro de gesso) ou no mobiliário, e assim tornar o ambiente muito mais agradável.

Quais os erros mais comuns cometidos ao não procurar uma ajuda profissional?

Tudo tem que estar de acordo. A iluminação não surge do nada, ela surge para dar destaque a determinada coisa. E você só sabe o que vai iluminar se tiver um bom projeto de todo o espaço. Em uma loja de roupas por exemplo, você precisa saber onde irá ficar cada cabide, e a parti disso direcionar a luz aos cabideiros. E se eu não souber o que eu vou destacar, como eu vou iluminar?! O arquiteto tem que acompanhar tudo, ele é quem vai localizar esses espaços.

Loja com área externa. Como proceder?

Durante o dia, quem irá iluminar é o sol. Em uma área externa sem cobertura, o ideal é utilizar uma iluminação focada de baixo para cima, ligada à noite. Pode-se usar os balizadores, um tipo de luminária que usa refletores de chão ou luminárias de parede, bastante usado em áreas externas. Caso não haja parede, somente o chão, é necessário utilizar a iluminação de piso. E ao invés de focar de cima para baixo, ela foca de baixo para cima.

Qual o melhor tipo de lâmpada em cada luminária?

Hoje em dia em tudo se usa LED. Antes usávamos as lâmpadas halógenas, as incandescentes, aquelas muito amarelas e quentes que transmitiam muito calor. Já o LED é frio, não transmite calor, e sim varia a sua temperatura de cor. Cada lâmpada tem uma numeração que indica qual sua coloração.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias