CORONAVÍRUS

No Maranhão

3817
276062
246329
7612
DIA MUNDIAL DO CAFÉ

Sem crise durante a pandemia

Os números da ABIC relacionados ao consumo revelam que, a procura por café seguiu seu ritmo de crescimento: 1,34% de alta em relação ao mesmo período do ano anterior.

Cheirin Bão

Mesmo em meio à crise sanitária, o café teve um aumento de 4% na safra mundial, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). O crescimento é tímido, mas uma prova de que, aconteça o que acontecer, as pessoas continuam tomando café. Os números da ABIC relacionados ao consumo revelam que, apesar da crise, que afetou diversos setores em 2020, a procura por café seguiu seu ritmo de crescimento: 1,34% de alta em relação ao mesmo período do ano anterior.

Essa conta não é minha

O Dia Mundial do Café é comemorado no dia 14 de abril, mas não existem muitos registros sobre a origem. O que se sabe, é que se tem uma bebida que o brasileiro ama, é o café. Segundo pesquisa da Euromonitor Internacional, 795 xícaras de café são consumidas por pessoa ao ano no Brasil, quase 6 vezes a média mundial. Seja ele simples, carioca, cappuccino, expresso, especial ou americano, puro, com leite, com ervas, gourmet, com açúcar, sem açúcar, com um pedaço de bolo ou pão que acabou de sair do forno, não importa, o café é um queridinho no país.

“O café é uma paixão nacional, bebida preferida dos brasileiros, é um jeito de confraternizar, juntar a família ao redor da mesa para tomar um cafezinho…, é cultural. Hoje o Brasil é o maior exportador de café do mundo, e cada vez mais os brasileiros estão descobrindo o café especial”, disse Patrícia Freire, sócia proprietária da Cheirin Bão, uma franquia mineira, situada no São Luís Shopping, especialista em cafés especiais, em funcionamento desde de 2019.

Uma pesquisa qualitativa da ABIC em relação à indústria mostra que 82% do setor é composto por micro e pequenas empresas, como a Cheirin Bão, que embora afetada pela pandemia, e ainda trabalhando com metade da capacidade, enxerga uma melhoria.

 “Como qualquer comércio a pandemia nos atingiu de forma drástica, tendo que fechar em algumas ocasiões e diminuir a capacidade de pessoas, fora isso, o recebimento dos nossos produtos também foram atingidos, pois todos os nossos insumos vem de Minas e na pandemia piorou a logística, mas estamos caminhando para a melhoria”, disse a empreendedora.

Parte da vida do brasileiro

Segure uma xícara, uma caneca ou um copo exalando o aroma de um bom café e você estará com a história em suas mãos. Apenas um pequeno gole dessa saborosa bebida fará com que você possa fazer parte de uma enorme cadeia de produção, romantismo e lances de muito arrojo, iniciada há mais de mil anos na Etiópia.

Até hoje os cafés são locais onde pessoas se reúnem para discutir assuntos importantes ou simplesmente passar o tempo, sendo o ritual do cafezinho uma tradição que sobreviveu a todas as transformações.

No Brasil, o cultivo do café teve início no século XVIII, mas foi no século posterior que alcançou o status de principal produto da economia do país. Das primeiras plantações na Região Norte, mais especificamente no estado do Pará, as mudas foram usadas para plantios no Maranhão e na Bahia, na Região Nordeste.

Nos últimos anos, houve uma onda provocada pelas modernas máquinas de café expresso, que revolucionaram o hábito do cafezinho, permitindo um crescimento vertiginoso das cadeias de lojas de café. A técnica de gerenciamento por meio do sistema de licença da marca também permitiu um rápido desenvolvimento dessas lojas especiais, voltadas para um mercado mais exigente, o de café Gourmet. Em São Luís, essas lojas estão situadas principalmente em shoppings e galerias.

“A Cheirin Bão chegou em São Luís para disseminar a cultura do café especial, que é verdadeiramente o café brasileiro, cultivado no alto da serra da Mantiqueira. O nosso café tem características únicas e raras, e só encontradas nessa região. O grão, para ser considerado especial, passa por um seletivo processo de  avaliação desde o plantio, até a colheita selecionando os grãos perfeitos para que seja feita a torra e isso resulta em café limpo, longe de impurezas; Temos 4 tipos de grãos, o Bão, o Mió, o Moca e Microlote, cada um com sua particularidade, mas todos acima de 80 pontos. E posso te afirmar com toda certeza, após experimentar o café especial, dificilmente a pessoa volta a consumir café industrial”, disse Patrícia Freire. Como o dia mundial não é oficial, muitos países celebram também o Dia Nacional do Café. No Brasil, a data é dia 24 de maio.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias