CORONAVÍRUS

No Maranhão

2797
248479
224830
6512
MARANHÃO

Conheça o Grupo CCR, novo administrador dos aeroportos do Maranhão

Os leilões geraram uma receita de R$ 3,3 bilhões e foram realizados em São Paulo. Além do bloco Central, o grupo CCR também venceu o Bloco Sul

Reprodução

Os aeroportos de São Luís e Imperatriz foram arrematados, em leilão realizado na manhã de ontem, quarta-feira (7), pelo Grupo CCR. Agora o grupo empresarial serão os concessionários dos aeroportos Hugo da Cunha Machado e Renato Cortez Moreira. Os dois aeroportos ficam no bloco Central.

Os leilões geraram uma receita de R$ 3,3 bilhões e foram realizados em São Paulo. Além do bloco Central, o grupo CCR também venceu o Bloco Sul, enquanto a Vinci Airports arrematou o Bloco Norte. Pelo Bloco Central, a CCR ofereceu R$ 754 milhões ante ao valor mínimo de outorga, que era de R$ 8,1 milhões. Pelo Bloco Sul, ofereceu R$ 2,128 bilhõess, ante valor mínimo de 130,2 milhões de reais.

Com estas aquisições, o CCR passa a ser concessionários dos aeroportos de São Luís, Imperatriz, Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas (TO), Petrolina (PE) e do Bloco Central. Pelo bloco sul vão administrar Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Londrina (PR), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS). A Vinci Airports, que venceu a concorrência pelo Bloco Norte, com oferta de R$ 420 milhões, ante o valor mínimo de 47,8 milhões, assume os aeroportos de Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM) e Boa Vista (RR).

O Grupo CCR

O Grupo CCR, antiga Companhia de Concessões Rodoviárias, é uma empresa brasileira de concessão de infraestrutura, transportes e serviços, uma das líderes na administração de rodovias no Brasil, com um total de 3,955 km administrados e faz parte dos mais importantes índices do mercado acionário brasileiro.

A empresa foi criada em 23 de janeiro de 1999, a partir da unificação de ações detidas por grandes grupos nacionais: Grupo Andrade Gutierrez (que detém 17% das ações), Grupo Camargo Corrêa (que detém 17% das ações), Grupo Soares Penido (que detém 17,22% das ações), com o restante (48,78% das ações) negociados no Novo Mercado da BM&FBovespa.

A CCR administra atualmente a Via Rio (RJ), NovaDutra (SP-RJ), ViaLagos (RJ), Freeway (RS), RodoNorte (PR), AutoBAn (SP), ViaOeste (SP), RodoAnel (SP), SPVias (SP), Renovias (SP), CCR MSVia (MS) e venceu uma licitação para construir e operar o Metrô de Salvador e Lauro de Freitas (CCR Metrô Bahia) através de sua controlada na área de concessões, Companhia de Participações em Concessões (CPC), e também venceu nos leilões de aeroportos no Brasil, o direito de explorar o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins (BH Airport). Em janeiro de 2008 anunciou a aquisição de 40% do consórcio Renovias, pagando R$ 265 milhões pela participação, e terá como sócia da Encalso Construções, que deterá os outros 60% da empresa. Atualmente a CCR edita a revista GIRO que é distribuída gratuitamente a cada dois meses nas praças de pedágio do Grupo e nos postos de serviço das rodovias administradas, abordando temas como turismo, cultura, segurança nas estradas, saúde e serviços. A tiragem é atualmente de 450 mil exemplares estando entre as maiores publicações de revistas no Brasil.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias