CORONAVÍRUS

No Maranhão

942
57605
31569
1399
FIM DE ANO

Em dezembro o comércio abrirá todos os domingos

Lojas estarão abertas para atender aos clientes que não tem tempo durante a semana para realizar suas compras e para garantir um faturamento extra com o Natal

Reprodução

A partir deste domingo, até ao final do mês de dezembro fluente, as casas comerciais da Rua Grande, o maior shopping  a céu aberto do estado, estarão abertas para atender aos clientes que não tem tempo, durante a semana, para realizar suas compras e, assim, como, reduzir  o número de retardatários que fazem suas compras  em última hora. Para melhorar o atendimento, os lojistas também aumentaram, suas equipes chamando pessoas para contratos temporários, dando oportunidade a centenas de pessoas.

Na avaliação  dos comerciantes, a movimentação de clientes, durante a primeira semana de dezembro foi muito baixa, em relação ao mesmo período do ano passado, mas muitos pensam de forma diferente, e garantem que está sendo muito melhor, considerando que  no natal de 2018, a Rua Grande estava em pleno desenvolvimento das obras de sua revitalização.

Para o comerciante Queiroz  Soares, da loja Planeta 7, há grande tendência  de significativo aquecimento do mercado na Rua Grande, a partir da presente semana, quando os trabalhadores estarão recebendo seus salários  e também o 13º salário, mas afirmou também que  a movimentação do comércio informal de forma desordenada, como diz que está acontecendo, prejudica os empresários que pagam  pesada carga tributária e tem a frente de suas lojas obstruídas pelos ambulantes, o que prejudica os negócios.

“A falha está na fiscalização municipal, que não organiza os informais, em uma atitude muito duvidosa”, declarou Queiroz.  Ele disse que acredita no aquecimento do mercado nas próximas semana e que sua loja estará aberta aos domingos, tendo contratado, inicialmente, oito pessoas para o trabalho  temporário.

“Este ano as vendas estão fracas. No ano passado foi muito melhor, apesar das obras que se realizavam na rua”. A assertiva é do empresário  Cho Lee, de nacionalidade chinesa,  proprietário da loja Linda Cristal. Dessa forma, afirma ele, não dá para contratar pessoas para trabalho extra, bastando os funcionários que já prestam serviço na loja.

Lojas reforçam equipes com trabalho temporário

A Cattan, gerenciada por Jerusa Pereira Rios, já contratou mais de trinta vendedores para trabalho temporário, visto que as vendas já estão bastante aquecidas e com tendência a aumentar, com a aproximação da data natalina. “A expectativa é que teremos, este ano, uma movimentação comercial muito melhor em relação ao ano passado. Vamos manter a loja aberta todos os domingos e também estamos preparados para atender aqueles que deixam suas compras para a última hora”, disse Jerusa.

O gerente Bispo Rocha , da Di Santinni, aposta  na melhoria do movimento comercial e já contratou 22 pessoas para reforçar sua equipe, com o trabalho temporário e, dessa forma, vai manter a loja aberta todos os domingos até ao final deste mês de dezembro.

Reprodução

A.Anísio, gerente da Talentus, é outro que acredita que as negociações  terão dias melhores e por esta razão já contratou para trabalho temporário 22 pessoas para exercer funções diversas,  visando melhorar o atendimento, mas avalia que no ano passado, a movimentação  comercial foi mais intenso, apesar das obras de revitalização da Rua Grande, que se desenvolviam. “Mas, acreditamos que teremos um bom natal, com significativa melhoria nas vendas a partir da presente semana”, garantiu.

Maria Rita, 21 anos, disse que é universitária, mas como está de férias, resolveu trabalhar  com contrato temporário, para garantir algum dinheiro para suprir necessidade quando as aulas  reiniciarem.  “Não pretende ter um contrato para trabalho permanente, porque vai incompatibilizar com as minhas atividades na faculdade. Minha prioridade é concluir o meu curso de Direito”, disse.

O seu pensamento é divergente com o de  Paulo Costa, 23. Ele disse que buscou o trabalho com contrato temporário, mas que tem a esperança de ser contratado, visto que já está a dez meses desempregado e tem necessidade  de ajudar no orçamento da sua família de cinco irmãos  e seus pais.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias