SUPERLUA

Maré sizígia atinge pelo segundo dia alguns pontos da capital maranhense

O fenômeno conhecido como maré sizígia ocorreu por volta das 22h43 da noite de quarta-feira (20).

Foto: Divulgação

Na manhã de quinta-feira a ilha de São Luís acordou com maré transvazada e afetou muitas regiões, principalmente o município da Raposa, que foi o mais afetado. Esse fenômeno aconteceu devido à superlua, que é quando a lua e o sol estão no mesmo plano, realizando uma força gravitacional maior, esse fenômeno também é conhecido como “maré sizígia”, esse evento acontece várias vezes ao ano.

A maré invadiu a Praça do Cais da Raposa, ruas e residências de moradores da região, causando danos. O bairro mais afetado do município foi o Garrancho, pois está localizado em uma parte mais baixa, onde a maré sobe com mais intensidade. Os transportes públicos estavam impossibilitados de serem usados, pois o ponto final dos ônibus estava tomado pela água. De acordo com meteorologistas a previsão é que a maré chegue a até 6m40 de altura na Raposa.

Nos bairros de São Luís, como na ilhinha que a água estava submergindo, impedindo até que os moradores saíssem de casa, assim como o estacionamento da praia grande que estava parcialmente inundado em frente ao centro de criatividade Odylo Costa Filho.

Na Praia Grande, o estacionamento ao lado do Centro Cultural Odylo Costa Filho, ficou inundado.

Foto: Divulgação
VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias