TRISTEZA

João Miguel que teve 60% do corpo queimado morre em Goiânia

Ainda em Imperatriz, João Miguel teve que cortar as pontas dos dedos. E em dezembro amputou as mãos

Foto: Divulgação

Morreu na manhã desta quarta-feira, 13,  em Goiânia, o pequeno João Miguel, de 5 anos, que teve 60% do corpo queimado em uma carvoaria, no município de Buriticupu, em novembro do ano passado.

João estava internado há cerca de três meses no Hospital de Urgência Governador Otávio Lage, centro especializado em tratamento de queimados, em Goiânia e a chegou a apresentar melhoras no seu estado de saúde, quando respirava sem a ajuda de aparelhos, mas nos últimos dias contraiu uma infecção.

Veja Também

Ainda em Imperatriz, João Miguel teve que cortar as pontas dos dedos. E em dezembro amputou as mãos.

Entenda o caso

No dia 13 de novembro, João Miguel, de cinco anos, teve todo o seu corpo queimado em uma carvoaria do povoado de Sagrima, em Buriticupu, interior do Maranhão.

João Miguel foi acompanhar o trabalho do pai e acabou caindo na “caieira” – buraco onde se faz carvão – e teve todo o seu corpo coberto de queimaduras de 3º grau. Pessoas presentes também se queimaram tentando salvar a criança.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS