CULTURA

Palco da cultura, bairro da Madre Deus completa 305 anos

São mais de três séculos de história de um bairro que respira arte e cultura nos 365 dias do ano. Para comemorar, haverá uma programação nos próximos dias 15 e 16

Reprodução

Hospitais, igreja, cemitério, centros culturais, terreiros, órgãos públicos, sedes de grupos culturais… e gente. Tudo se encontra no bairro da Madre Deus, inicialmente batizada de Madre de Deus.  Um bairro do Centro que tem autonomia. Vida própria.  E moradores que amam onde moram. Poetas, compositores, artistas…

O bairro completa 305 anos e já foi cantado e decantado, homenageado, foi para as páginas de livros de vários autores, virou toada, virou poesia, virou história.

Quem não conhece a Madre Deus? Berço cultural. É o bairro que dá o primeiro “grito” de carnaval (e o último a encerrar). É o bairro que concentra dezenas de grupos entre blocos tradicionais, organizados, bumba-boi, tambores de crioula, escolas de samba, dentre outras manifestações culturais. É o bairro onde acontece uma das maiores festas populares e religiosas do estado, a Festa de São Pedro, do dia 28 para o dia 29 de junho.

Segundo Chagas Júnior no livro Madre Deus de Festejos e Festanças, “os primeiros registros do bairro datam de 1713, quando um vilarejo foi formado em torno de um local conhecido como Ponta de Santo Amaro. No final do século XIX, devido à instalação das fábricas de tecidos, teve sua população multiplicada. Hoje é um dos grandes celeiros da cultura popu

lar por abrigar grupos de manifestações folclóricas e por ser palco das folias de carnaval e São João”.

Para comemorar o aniversário, o Bloco Organizado Cobras das Estrelas está organizando a festa “Madre Deus, 305 anos de glórias, cultura, cidadania e tradição”, com uma programação nos dias 15 e 16, incluindo culto evangélico, apresentação de bandas gospel, missa na Igreja de São Pedro, apresentações de grupos culturais. Haverá um Tributo Vivo, no dia 16, às 18h, às personalidades da Madre Deus,  Terezinha de Jesus e Marina Silva com Moisés Nobre, Gersinho Silva, Herbert Jesus e Fuzileiros da Fuzarca.

Roteiro turístico
Recentemente, o bairro ganhou a reforma das sedes do bloco tradicional carnavalesco Os Feras e do Boi da Madre Deus, realizada pelo governo do estado. As reformas fazem parte do projeto de revitalização dos espaços de cultura da Madre Deus, com o objetivo de integrar ao bairro roteiro turístico de experiência, modalidade onde o turista tem a oportunidade de vivenciar as tradições da região com roteiros que aliam experiências históricas, culturais e gastronômicas de cada região.

Serão entregues ainda as casas da Escola de Samba Turma do Quinto, blocos carnavalescos Príncipe de Roma, Originais do Ritmo, Ritmistas da Madre Deus, Boi Encanto da Ilha, Tribo Tupiniquins e Conselho Cultural da Madre Deus.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias