BALANÇO

Vale amplia número de empregos diretos em Açailândia

Hoje, as operações da Vale em Açailândia geram 640 empregos, 21% a mais que o total de vagas antes das obras serem iniciadas

Divulgação

A conclusão das obras de expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) aumentou não só a capacidade de manutenção da unidade de Vale em Açailândia, mas também ampliou em 21% o número de empregos diretos gerados pela operação.  A informação foi divulgada na terça-feira, 11, por representantes da Vale.

As obras de expansão da EFC foram iniciadas em 2013 com o objetivo de aumentar a capacidade de transporte da ferrovia. Concluídas este ano, as obras em Açailândia incluíram a duplicação de 73 quilômetros de ferrovia, a construção de novos viadutos para as comunidades e uma nova oficina eletromecânica, com capacidade para realizar manutenção de máquinas de grandes porte, locomotivas e vagões. Com os investimentos realizados, o número de empregos diretos também aumentou. Hoje, as operações da Vale em Açailândia geram 640 empregos, 21% a mais que o total de vagas antes das obras serem iniciadas.

Os investimentos realizados reafirmam a importância estratégica de Açailândia para a Vale como base estratégica de manutenção da ferrovia, entreposto para venda de minério, conexão com a ferrovia Norte Sul e base para o embarque de passageiros. Somente neste primeiro semestre, mais de 9 mil pessoas embarcaram na estação de Açailândia com destino a uma das 27 cidades atendidas pelo Trem de Passageiros da Vale.

Na área social, os destaques foram os projetos de geração de renda em agricultura familiar, a doação de 4 ambulâncias equipadas e a reforma do Hospital Municipal (SESP) que, na sua fase de atendimento, beneficiará mais de 100 mil pacientes por ano.

A operação da Vale também contribuiu para movimentar a economia com a geração de impostos e compras locais. Neste primeiro semestre foram mais de 2 milhões de reais recolhidos à prefeitura em Imposto Sobre Serviços (ISS). Esse valor ajuda o município a investir na melhoria da qualidade de vida das comunidades que vivem aqui. Além dos impostos, a Vale investiu R$ 193 milhões em compras no município, contribuindo direta ou indiretamente com empresas instaladas na região.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS