TRABALHO INTENSO

Ações de prevenção a banhistas são ampliadas nas praias

O trabalho extensivo das patrulhas realizado pelo Corpo de Bombeiros é feito durante o dia, mas as equipes permanecem 24 horas de plantão

Reprodução

Após quase 4.000 abordagens de prevenção e orientação a banhistas realizadas durante a operação Praia Segura, no mês de julho, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão(CBMMA) continua intensificando as ações nas quatro principais praias de São Luís.

A operação, que era específica para o período de férias, teve continuidade no mês de agosto e, agora, se estenderá pelo resto do ano. “Realizamos 3.911 abordagens a banhistas e grupos de pessoas apenas no mês de julho. Percebendo a continuidade do grande fluxo de pessoas em agosto continuamos a ação”, explicou o comandante do batalhão Militar Marítimo (BBMar), major Munilso Rocha. “Permanecemos com esse foco na prevenção e a operação Praia Segura 2018 seguirá o mesmo fluxo até o final do ano”, completou o militar.

Além das abordagens para panfletagem, conversa com os banhistas e distribuição de etiquetas para identificação de crianças, os bombeiros utilizam quadriciclos, viaturas, motos aquáticas e botes para fazerem a cobertura dos mais de 32 km de orla marítima da capital. O trabalho extensivo das patrulhas é feito durante o dia, mas as equipes permanecem 24 horas de plantão: “Temos guarda-vidas, mergulhadores, todos disponíveis para emergências, mas o nosso grande foco hoje é a prevenção”, disse o comandante.

Água no umbigo, sinal de perigo – Nas abordagens, um dos primeiros cuidados orientados pelos bombeiros é a cautela durante o banho de mar. “Temos um jargão que diz assim: ‘Água no umbigo, sinal de perigo’ e é um dos alertas que damos às pessoas, para que evitem tomar banhos em locais em que a água ultrapasse a linha do umbigo”, explicou major Munilso.

Segundo o comandante, a autoconfiança em relação ao mar é uma das principais causas de ocorrências. “As pessoas acreditam na sua capacidade de nadar e às vezes promovem competições, tomar banho após ingerir comidas pesadas e bebidas alcoólicas, o que é extremamente perigoso, porque isso reduz os reflexos num momento de perigo”, disse o major. Ainda segundo o comandante, a indicação é que crianças sempre estejam acompanhadas dos pais: “Isso serve inclusive para a faixa de areia, principalmente em praias como a do Araçagi em que há a circulação de veículos próximo aos banhistas”. Quanto à grande variação de marés, o período da vazante é o que merece maior atenção: “Na vazante as marés puxam a pessoa para o alto mar, então a atenção deve ser redobrada”.  

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS